A Influência do Alongamento Estático nos Testes de Salto Vertical e na Corrida de 400m em Atletas Jovens de Basquetebol do Sexo Masculino

Por: Luciano dos Santos Gomes.

Arquivos em Movimento - v.4 - n.2 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a influência do alongamento estático de quadríceps na corrida de 400 m e no salto vertical em jovens atletas de basquetebol. Foram testados 21 atletas de basquetebol com idades entre 14 e 17 anos que treinavam em média 3 vezes por semana. Os atletas realizaram o teste de corrida através de 2 sprints, sendo que antes do segundo sprint foi realizado o alongamento de quadríceps. Para o teste de salto vertical também foram realizados 2 saltos, com o alongamento de quadríceps também sendo executado antes do segundo salto. Os resultados evidenciaram que houve diferença significativa para os testes da corrida de 400m (t = 5,08, p= 0,000057) e o de salto vertical (t = 2,39, p= 0.026288) após a utilização de exercícios de alongamento de quadríceps, alterando o desempenho nos dois testes realizados. Em conclusão, podemos constatar que as alterações causadas pelo alongamento podem influenciar positivamente (Salto vertical) ou negativamente (corrida de 400m) o desempenho de jovens atletas de basquetebol.

Endereço: http://vomer2.eefd.ufrj.br/~revista/index.php/EEFD/article/view/72

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.