A Influência da Atividade Física e Recreativa no Tratamento de Pacientes Esquizofrênicos

Por: Rogério Ramos Souza.

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

A Esquizofrenia é uma doença que atinge de 1 a 2%da população mundial, e é um dos transtornos mentais mais comuns e talvez o mais incapacitante, para o qual, formas de tratamento eficazes ainda não foram estabelecidas. Entre as mais variadas enfermidades a esquizofrenia é a que apresenta um conjunto de transtornos com sintomasque muitas vezes causam medo. Há pouco tempo atrás, o mitoda esquizofreniaera intensificado, pelo fato de que um doente apresentando um diagnóstico de esquizofrenia, estava fatalmente destinado a ter uma vida longe de sua família e do convívio comunitário, e passaria o resto de sua vidadentrode umainstituição psiquiátrica. Oobjetivo principal do trabalho é aproximar o esquizofrênico ao convívio comunitário adequadamente e em boas condiçõesfísicas. São desenvolvidasas seguintes atividades: ginástica, alongamento, caminhadas, esportes, jogos recreativos, passeios, reuniãocom os pacientes e reuniãocoma equipe. Cada uma destas atividades tem o seu objetivo específico. A avaliação é feita através de um questionário que o paciente responde no momento da baixa e na alta hospitalar. Vintepacientes foram avaliados, dez apresentaram uma mudança significativa, seis apresentaram mudança e quatro não apresentaram mudança. Assim concluímos que as atividades físicas e recreativas desenvolvidas dentro de uma instituição psiquiátricasão fatores indispensáveis no tratamento do paciente esquizofrênico, propicia a este paciente a possibilidade de entender o seu próprio corpo e a sua relação com o meio que o cerca.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.