A Influência da Acm no Meio Esportivo no Brasil

Por: Felipe Zacharow Wallbach e Thiago Farias da Fonseca Pimenta.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

A Associação Cristã de Moços (ACM) é uma instituição Cristã-Ecumênica fundada na Inglaterra no ano de 1844, durante a revolução industrial. Tinha como objetivo primário disponibilizar atividades saudáveis e motivadoras às pessoas que iam para os grandes polos atrás de trabalhos. A instituição atua com a juventude do mundo inteiro de diferentes maneiras, desde estudos Bíblicos até atividades esportivas. O presente estudo buscou analisar qual a importância de uma instituição Cristã no meio esportivo no Brasil. Estudamos como a ACM influenciou na disseminação do esporte como um todo no país e qual foi o motivo da Associação ter escolhido o esporte como meio de atuação e não manter apenas as suas reuniões de estudos Bíblicos. O estudo é de natureza básica, de caráter qualitativo e quantitativo. Por meio de uma pesquisa bibliográfica consultamos teses, artigos, dissertações, livros e banners para montarmos o material do estudo. Nessa pesquisa bibliográfica foram consultados 12 materiais de estudo, os quais já foram citados acima. Após uma primeira análise, dois foram descartados, portanto, 10 materiais foram consultados de maneira mais profunda. Após a leitura integral de todos os estudos, mais dois foram descartados. Os três principais motivos para o descarte desses materiais foram: divergência com o tema, informações repetidas e materiais com poucas informações. A leitura integral dos estudos foi feita e mediante a mesma foi possível levantar conclusões sobre o tema abordado. A ACM foi instalada no Brasil na cidade do Rio de Janeiro, após uma tentativa frustrada de implantação na cidade de São Paulo em 04 de junho de 1893 por Myron Augusto Clark. Ela enfim pode vir para o país após o Advento da República, em 1889, e Rui Barbosa no ano seguinte, quando com seu decreto de 7 de janeiro, proclamando a Igreja Livre do Estado Livre. Em seguida foram fundadas as sedes de Porto Alegre (1901), São Paulo (1902), Minas Gerais (1950), Sorocaba (1954), Brasília (1965), Londrina (1966) e Itapeva (1984). Com o presente estudo concluímos que a ACM teve fundamental importância na dissipação do esporte para todo o país, auxiliando a difundir algumas modalidades, como: vôlei, basquete, futebol de salão e ginástica calistênica, principalmente nas regiões Sul e Sudeste, como método de evangelismo. Mas também fazendo uso do “ordenamento social capitalista burguês”, ou seja, melhorando a capacidade física dos trabalhadores para executarem melhor as suas funções. Mesmo usando de estratégias para atingir o seu objetivo a Associação Cristã de Moços sempre teve as ações fundamentadas em 3 pilares, o seu tripé: Moral, Intelecto e Forma Física.

Referências

CORREIA, J. C. A. O Lugar Da Acm Na História Da Educação Física Brasileira: Refletindo Sobre O Esporte E A Calistenia. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, SP 2008

CORREIA, J. C. A. Associação Cristã de Moços e a Disseminação da Prática de Atividades Físicas e Esportivas no Brasil: Uma Reflexão Acerca de Suas Relações. Faculdade de Educação Física - FEF – Unicamp – Campinas / São Paulo – Brasil

MAZO, J. Z. A Associação Cristã de Moços e a propagação dos esportes em Porto Alegre. Kinesis. Santa Maria. Vol. 30, n. 1 (jan./jun. 2012), p. 158-173, 2012.

COPPE, M. A. A RESPONSABILIDADE SOCIAL E POLÍTICA DOS Cristãos: História E Memória Da União Cristã De Estudantes Do Brasil (UCEB) Entre As Décadas De 1920 E 1960. 2009.

DA COSTA, LAMARTINE (ORG.). ATLAS DO ESPORTE NO BRASIL . Rio De Janeiro: Confef, 2006

BENITO, R. A Influência Da Associação Cristã De Moços Na Disseminação Do Esporte E Lazer Em Sorocaba. Universidade Metodista De Piracicaba Piracicaba, SP 2007.

DA SILVA, G. C. A Associação Cristã De Moços E Experiências De Escolarização Da Educação Física No Brasil: Sujeitos, Ideias E Práticas Acemistas Em Circulação. Belo Horizonte. Faculdade de Educação da UFMG, 2017

Bracht, V. Sociologia Crítica Do Esporte : Uma Introdução. Valter Brachc. 3.ed. — Ijuí: Ed. Unijuí, 2005. — 136 p. — (Coleção educação física).

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.