A Influência da Ordem dos Exercícios no Treinamento da Resistência Muscular Localizada

Por: Andrea Jansen da Silva.

97 páginas. 2013 05/02/2013

Send to Kindle


Resumo

A Influência da Ordem dos Exercícios no Treinamento da Resistência Muscular Localizada O último posicionamento do American College of Sports Medicine recomenda que a ordem dos exercícios no treinamento de força (TF) para o desenvolvimento da resistência muscular localizada (RML) deve seguir dos exercícios de grandes grupos musculares (GG) para pequenos grupos (PG). Porém neste posicionamento, nenhuma evidência foi citada para tal afirmação. Desta forma, o objetivo desta dissertação de mestrado foi verificar a influência da ordem dos exercícios em uma sessão de RML sobre o desempenho de repetições máximas e percepção subjetiva de esforço (PSE) em homens treinados e destreinados. Em dois estudos originais, comparou-se a influência da ordem dos exercícios GG para PG e vice-versa (PG-GG), no TF com baixa intensidade de carga no desempenho e PSE. No primeiro estudo, 21 homens treinados no TF realizaram duas sessões de exercícios para todo o corpo em ordens opostas, estes foram realizados em três séries com carga para 20 repetições máximas (20RM) com dois minutos de intervalo de recuperação entre séries e exercícios. A ordem dos exercícios GG-PG foi: supino reto barra (SR), puxada aberta pulley (PA), desenvolvimento aberto máquina sentado (DA), rosca bíceps na barra (RB), rosca tríceps pulley (RT), leg press 45º (LP), cadeira extensora (CE) e cadeira flexora (CF). A ordem para PG-GG foi: RT, RB, DA, PA, SR, CF, CE e LP. Os resultados indicaram que o número total de repetições para cada exercício foi significativamente maior quando realizado próximo ao início da sequência. Os exercícios que apresentaram maior desempenho na SEQA foram: SR, PA e LP; na SEQB: DA, RB, RT, CE e CF. Não houve diferença significativa para PSE entre as sequências de exercícios. No segundo estudo, 36 homens destreinados realizaram duas sessões de exercícios para todo o corpo em ordens opostas; cada exercício foi realizado com três séries de 15RM com um minuto de intervalo de recuperação entre séries e exercícios. A ordem dos exercícios GG-PG foi: SR, PA, DA, RB, RT, LP, CE e MF (mesa flexora). A ordem para PG-GG foi: RT, RB, DA, PA, SR, MF, CE e LP. Como resultado, para membros superiores o número total de repetições foi significativamente maior para os seguintes exercícios: na SEQA: SR e PA; na SEQB: RB e RT. Já para membros inferiores nenhuma diferença foi observada. Na PSE a diferença foi para os exercícios RB, RT e MF. Em conclusão, o desempenho na RML foi influenciado pelas diferentes ordenações em homens treinados e destreinados, somente para membros superiores. Já para membros inferiores, esta influencia ocorreu somente em homens treinados. A PSE apresentou diferença somente em homens destreinados. Portanto, para elaboração de um programa de treinamento eficiente em relação à ordem dos exercícios é importante considerar as necessidades individuais, o nível de treinamento e a prioridade muscular.

Endereço: http://www.eefd.ufrj.br/stricto-sensu

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.