A Influência das Atividades Cotidianas em Um Programa de Atividade Física

Por: Elizangela Souza, Giovanna Leandro, Haroldo Leão Marcos e Stefano Bigotti.

XI Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Atualmente as pessoas recebem através da mídia, propostas milagrosas
para a obtenção de corpos perfeitos, passando-se a sensação de que se
pode obter este corpo de forma natural. Para (BANKOFF, 2002) a busca
incessante de um modelo ideal de corpo tem sido algo estressante. Percebese a procura pela saúde, bem estar físico e psicológico, como citado por
(SEGRE & FERRAZ, 2005) seguindo uma proposta do sentimento subjetivo
do ser humano. Desta forma, desenvolveu-se um trabalho onde foram
propostas aulas com atividade física para pais e professores do Colégio
Pentágono (Unidade Alphaville). Este trabalho se justifica na idéia de que
a motricidade é um dos fatores que interferem na qualidade de vida das
pessoas (KOLYNIAK FILHO, 2001), a proposta visava oferecer ao público do
Colégio que não os alunos uma oportunidade de realizar atividades físicas
monitoradas. Os profissionais trabalharam a fim de investigar quais os
motivos que levam os indivíduos a buscarem programas de exercícios e
esclareciam dúvidas à respeito dos benefícios e malefícios que envolvem a
atividade física. Como metodologia do trabalho foi oferecido aos alunos
(3 homens e 12 mulheres) um programa de 20 aulas, sendo 2 por semana,
com duração de 50 minutos. Os alunos foram avaliados através de medidas
antropométricas (peso, estatura, índice de massa corporal e porcentagem
de gordura) e responderam a uma anamnese com questões sobre a
percepção subjetiva da qualidade de vida e hábitos diários. Nos resultados
observa-se que dentre os indivíduos que tinham hábito de fumar, apenas
um parou, e este completou o programa. Todos os alunos que concluíram
o programa não ingeriam bebidas alcoólicas. Apenas 20% dos alunos
concluíram o programa. Dentre os 80% que desistiram, detectou-se que o
maior problema foi a falta de tempo 60%. Apesar de 75% dos alunos que
não terminaram o programa acreditarem que sua qualidade de vida e forma
física melhorariam com a prática das atividades oferecidas e 58% afirmarem
q u e t ambém t e r i am me lhora s ps i cológ i c a s, e s t e s não enc e rra ram o
programa. Conclui-se que apesar dos indivíduos terem a consciência da
necessidade e gostarem de realizar atividade física regular para melhorar a
qualidade de vida, substituíram estas pelas obrigações do cotidiano

Endereço: http://citrus.uspnet.usp.br/eef/uploads/arquivo/70_Anais_p345.pdf

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.