A Informática na Educação Física Brasileira no Contexto do Discurso da Forma­ção de Uma Nova Era

Por: .

IX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

O surgimento de uma nova era na humanidade calcada na democratização da informação é apontada por alguns autores como Yoneji Masuda (1980), Adam Schaff (1993), Alvin Toffler (1993) e Pierre Lévy (1994) como sendo conseqüência do crescente processo de informatização. Contudo, na educação física brasileira, percebemos ainda um estágio inicial da utilização da informática pelos seus profissionais. Então este estudo objetivou analisar o processo de passagem do conhecimento de informática para a educação física brasileira, considerando as relações de poder que tal processo pode gerar (GALTUNG apud CARNOY, 1974, BATISTA, 1989, NOZAKI, 1993). Foram analisados livros textos (FARIA JÚNIOR, 1986; MOREIRA, 1991) e anais do Congresso Brasileiro de Biomecânica e Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte no período de 1984 a 1993, utilizando-se um sistema de categorias criado a partir das conseqüências do fenômeno da transferência do conhecimento ressaltados em UNESCO (1981) e Batista (op. cit.). Como resultados observamos a impregnação de conceitos e valores passados por grupos externos ao âmbito da educação física brasileira, colaborando para uma dependência desta última e uma dificuldade na consolidação da informática. Concluímos então o aspecto apologético e ideológico do discurso da informatização da sociedade, assim como a necessidade de uma discussão em torno do dimensionamento de objetivos de informática na educação física.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.