A Iniciação Competitiva Precoce e a Formação do Técnico Desportivo de Judô : Um Estudo de Caso dos Resultados dos Campeonatos Paulistas de 1999 Até 2011

Por: e Reinaldo Naia Cavazani.

2012 03/08/2012

Send to Kindle


Resumo

O curso de Educação Física traz em seu currículo diversos saberes, entre eles o científico, necessário à constituição da profissão, motivo pelo qual promulgou-se a Lei 9696/98. É comum, porém, ex-atletas, campeões consagrados, conhecedores da modalidade, exercerem a função de técnico provisionado, mesmo não tendo o título Acadêmico. Levando em conta que o judô é uma prática corporal que se tornou esporte ao longo de sua disseminação no ocidente, e que se identifica uma influência esportivista no âmago da prática de seus instrutores/ técnicos, apresentamos como objetivo deste estudo, investigar a relação da iniciação competitiva precoce com a formação do técnico de judô, tendo como objetivos específicos: 1) a representatividade da competição desportiva em relação aos valores específicos da modalidade; 2) a relação entre iniciação competitiva precoce e a longevidade ou o abandono precoce da modalidade; 3) a relação dos resultados competitivos com a formação e/ ou prestígio do técnico de judô. A abordagem metodológica foi a quali-quantitativa por meio do estudo de caso, sendo a fonte documental obtida no site da Federação Paulista de Judô, e restrita a atletas que medalharam inicialmente no Campeonato Paulista de judô na classe Infantil (09 e 10 anos) nos anos de 1999, 2000 e 2001, e cujos resultados foram analisados até 2011. Os dados qualitativos foram coletados por meio de questionários.

Endereço: http://www.athena.biblioteca.unesp.br/F/L2MINXTCSQHBUJFD86HDJTYLBE7C7SRYLK95IIAPML3NDQQSAP-28265?func=full-set-set&set_number=015514&set_entry=000045&format=999

Ver Arquivo (PDF)

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.