A Integração Social do Adulto com Deficiência Intelectual Através da Educação Física

Por: Ewertton de Souza Bezerra, Ingrid Carvalho de Souza, K. A. T. Lopes e Minerva Leopoldina de Castro Amorim.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Objetivo:
A partir do século XX estabelece-se uma definição para o deficiente intelectual, e essa definição diz respeito ao funcionamento intelectual que seria inferior à média de pessoas consideradas normais. A pessoa com deficiência intelectual é vista como diferente, e que foge dos padrões de normalidades, dificultando a sua integração na sociedade. Assim, o objetivo principal é estimular a integração social do deficiente intelectual através da prática da Educação física.

Métodos/Resultados:
A atividade psicomotora na área da Educação física tem como um dos propósitos estimular e desenvolver a interação social destes alunos. A pesquisa foi realizada durante 8 meses, com duas aulas semanais de 75 minutos, através de aulas de Educação física. A mostra foi composta por 25 alunos com deficiência intelectual com idade superior à 18 anos, todos os alunos participam do programa de atividades motoras para deficientes da faculdade de educação física - UFAM. Foi possível observar através das atividades físicas uma maior interação dos alunos, com melhora na participação e autonomia durante às aulas.

Conclusão:
Podemos considerar, que as aulas de Educação Física, estimulam o aluno uma maior interação na sociedade, bem como propiciar a vivência em grupo, que torna-se importante para população.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.