A Invenção das Brincadeiras Um Estudo Sobre a Produção das Culturas Infantis nos Recreios de Escolas em Curitiba

Por: Nélio Eduardo Spréa.

234 páginas. 2010 27/07/2010

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo tem como objetivo discutir e compreender o modo como as crianças realizam, processam e produzem cultura enquanto brincam nos intervalos de recreio escolar. Participaram da pesquisa crianças com idade de 6 a 11 anos, alunas de escolas da Rede Municipal de Curitiba. A elaboração de um referencial teórico e metodológico para o estudo oportunizou uma aproximação entre o sociólogo Florestan Fernandes (2004) e autores que compõem atualmente o campo da Sociologia da Infância (SARMENTO, 2004; CORSARO, 2009;). Esses referenciais cumpriram com o papel de evocar uma noção de infância como construção social e uma idéia de criança como ator social co-autora de sua socialização. A pesquisa encontrou nas ações lúdicas das crianças um campo de análise no qual foi possível situar os protagonismos das crianças em relação à constituição de suas práticas sociais. A observação participante, a entrevista e o documentário audiovisual foram os instrumentos utilizados. O documentário audiovisual não só auxiliou nos processos de coleta, separação, organização, seleção e tratamento dos dados, como também, caracterizou-se como um instrumento de devolutiva da pesquisa para a rede de ensino investigada, uma vez que foi distribuído gratuitamente como material didático para cerca de 600 escolas públicas de Curitiba e Região Metropolitana. As análises mostraram que, por meio de um processo sociodinâmico em que se interpenetram os fenômenos da assimilação, adaptação, invenção e transmissão de saberes, as crianças produzem cultura enquanto brincam, constituindo tradições. 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.