A Ludicidade Como Estratégia de Ensino nas Aulas Dejudô Para Crianças na Faixa Etária de 04a12 Anos

Por: Francisco Grosso.

VII Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: Ensinar um desporto, requer por parte do professor um questionamento enquanto educador, atuando como planejador de instrução,apresentador de informação, avaliador do processo e acima de tudo criativo e motivador. Motivação que pode ser adquirida através do uso da ludicidade como estratégia de ensino. OBJETIVO: Verificar a importância do lúdico no processo de aprendizagem do judô, com crianças na faixa etária de 04 à 12 anos. METODOLOGIA: Foi realizada uma pesquisa descritiva do tipo Estudo de Trabalho "Job Analyses", acompanhada de observações de aula. A população pesquisada foi constituída de professores de judô que trabalham com crianças na Baixada Fluminense, RJ. O trabalho foi realizado com 100% da população, e os instrumentos utilizados foram: um questionário para os professores com oito perguntas e com cinco respostas possíveis: nunca, raramente, freqüentemente, muito freqüentemente ou sempre, e uma ficha de observação com itens sobre a metodologia aplicada na aula. As observações foram realizadas pelo autor e registradas com o objetivo de anotar as reações dos alunos ao tipo de aula ministrada. Estes instrumentos foram validados pelo processo do "Face Validty". RESULTADOS E CONCLUSÃO: Àpartir dos resultados obtidos observou-se que não há uma significativa incidênciado uso da ludicidade nas aulas de judô para crianças. Apesar de comprovadamente ser uma estratégia válida ao processo ensinoaprendizagem, apenas uma pequena parcela de profissionais utilizam o lúdico como forma de auxílio à aprendizagem, portanto não havendo coerência entre o discurso teórico dos que pregam a utilização da ludicidade em suas aulas e suas práticas diárias.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.