A Motivação Humana e o Gesto Técnico no Contexto da Dança

Por: Isabel Cristina Vieira Coimbra Diniz.

204 páginas. 1998

Send to Kindle


Resumo

No sentido de conhecer e compreender os motivos que levam o ser humano a buscar o domínio do gesto técnico na dança, desenvolvi uma pesquisa, utilizando-me do método da exploração e da descrição para captar não só a aparência do fenômeno estudado, mas também sua essência, buscando as causas de sua existência, procurando compreender sua origem, suas relações, suas mudanças, bem como as conseqüências que terão para a vida humana. Utilizei, para tanto, da análise do conteúdo para a leitura do referencial teórico e dos dados levantados através das entrevistas e questionários utilizados. Nessa perspectiva, a Escola da Dança do Centro de Formação Artística da Fundação Clóvis Salgado (CEFAR) -Palácio das Artes- BH/MG, foi escolhida como amostra desta pesquisa, e os dados ali coletados indicaram-me a transcendência do significado da dança e da motivação humana para o aprendizado do gesto técnico em sua prática. Dessa maneira foi possível observar a corporeidade do bailarino numa perspectiva de totalidade em interação com o mundo, e a dança, neste contexto, é uma das possibilidades de pronunciamento do ser humano onde o gesto corporal pode se construir poeticamente através de movimentos em metáforas que dão forma ao conteúdo artístico. Numa abordagem histórica, a trajetória da dança, sob a perspectiva da técnica corporal, é criada e recriada num exercício dinâmico que se constitui em oportunidade de descobertas e de renovo a partir da mola-mestra de todo o ser, que é a motivação humana. Assim a dança alem de ser um modo de existir é também a materialização dos desejos de seus sujeitos, desejos estes que permeiam aspectos no âmbito do sensível e do inteligível em direção a novas realidades perceptivas e expressivas do sentimento humano. Nesse sentido, observei que na tradição ocidental o bailarino tem sido orientado na expressividade das técnicas corporais extracotidianas específicas, em detrimento da linguagem e da fala corporal, nas antrelinhas de arte, da estética e da cultura, numa estrutura Eu-Mundo. Por outro lado, o pronunciamento desse sujeito é para ser compreendido e sentido como algo mais variado e complexo, não restrito ao significado da expressividade, mas também aos inúmeros fatores que o orientam. Abordando teorias sobre a motivação humana, na expectativa de buscar subsídios para compreender os meandros relativos aos fatores motivacionais que vêm impulsionando o ser humano a buscar o aprendizado e o domínio de técnicas extracotidianas para a expressão da dança pode-se observar que ao longo do processo ensino-aprendizagem esses motivos podem se transformar em geradores de sentido e de valores socioculturais. Os dados indicaram-me ainda, que no uso das técnicas corporais extracotidianas pelo bailarino está inserido a vivencia lúdica do corpo na dança e pela dança. Enfim, temos a possibilidade de reflexão sobre a relevância da dança em direção ao desenvolvimento de uma consciência estética, crítica e criativa do ser humano, em diálogo com as teorias da motivação humana, do treinamento de técnicas corporais e da Educação Física, dialogo este voltado para a utopia de uma experiência mutua de descobertas e avanços na compreensão dos significados tanto desta como das inúmeras manifestações da cultura de movimentos humanos e das ações pedagógicas aliadas ao treinamento técnico corporal.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=603&listaDetalhes%5B%5D=603&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.