A Nação Sportiva: Narrativas da Imprensa Escrita Carioca Acerca do Esporte e da Era Vargas

Por: Marcia Morel.

2005 07/03/2005

Send to Kindle


Resumo

Este estudo tem como objetivo a análise de conteúdo de fragmentos da narrativa da imprensa escrita carioca, acerca do esporte durante o período de 1930 a 1945. Considerando a relevância da imprensa carioca na formação e informação da sociedade brasileira e na construção do contexto histórico-esportivo, este estudo pretende identificar e analisar as relações dos conteúdos das narrativas dos periódicos Jornal do Brasil, Correio da Manhã, Jornal dos Sports e revista Fonfon com o discurso da política do governo na Era Vargas, e ainda, como essas narrativas contribuem para a representação social do esporte no período. A imprensa escrita apresentava-se como uma força social, e permaneceu importante numa época em que disputava com outras mídias o prestígio da opinião e a preferência da informação. A imprensa acompanhou e registrou esse cotidiano, o esporte veiculava as novas manifestações sociais do Brasil, mostrava-se inovador, moderno, eugênico e dinâmico. Neste contexto, o Brasil tinha um líder oriundo da revolução de 1930. Getúlio Vargas tornou-se um mito, legitimado pelo eficiente Departamento de Imprensa e Propaganda, consolidando assim o ideal de nação, de um Brasil novo e moderno. Diante do fervilhamento social e político desse período, como a narrativa jornalística contribuiu para a construção da representação social do esporte na época? A Era Vargas celebrava o esporte como estratégia sóciopolítica, as atividades eram construídas em valores de grandeza, ordem, plasticidade e beleza. A imprensa acompanhou a trajetória esportiva dessa época, denunciou, foi censurada, influenciou, foi influenciada, e reforçou o fascínio da sociedade brasileira pelo esporte. 

Endereço: https://www.dropbox.com/s/k19hg9yywtav1jy/UGF.00284.pdf

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.