A Noção de Brasilidade no Jornalismo Anglo-saxão: Uma Análise do Discurso de Jornais Norte-americanos e Ingleses no Período da Copa do Mundo Fifa 2014

Por: Gabriel de Lima Alves Cortez.

201 páginas. 2017 31/10/2017

Send to Kindle


Resumo

O presente estudo tem o objetivo de compreender a maneira com que quatro dos principais veículos do jornalismo anglo - saxão retrataram o Brasil e os brasileiros duran te a Copa do Mundo FIFA 2014. Interessa perceber como as noções de brasilidade são descritas pela imprensa estrangeira – especificamente, por veículos de comunicação dos Estados Un idos e da Inglaterra. Ambas as nações aparecem com frequência no discurso dos brasileiros em relaçã o às ideias de cultura, de organização e de civilização (em um sentido positivista dos te rmos); além disso, constituem - se como duas de nossas fontes de alteridade mais proclamadas (como indica Renato Ortiz). Mas, afinal, o que definiria o Brasil como “naçã o” e o que nos diferencia ria de outros povos? Existiria, de fato, um “caráter” nacional? Pontualme nte, seríamos vistos como “o” “P aís do futebol” aos olhos da imprensa estrangeira? É o que se busca compreender neste estudo , a partir da análise dos textos do corpus e d a leitura de autores da historiografia nacional e da Comunicação Esportiva que, via futebol, procuram um entendimento do que é o simbólico “ser” brasileiro. A fundamentação teórica, a discussão dos resultados e as considerações se baseiam em fundamentos da Análise do Discurso Francesa, na noção de interculturalidade e nos Estudos Culturais. Sob este referencial, prosse gui mos uma Análise do Discurso dos jornais The New York Times, The Wall Street Journal, The Times e The Guardian , em textos sobre o Mundial - 2014, a fim de identificar se as noçõe s de brasilidade comparecem ness es periódicos de maneira essencialista ou de maneira plural .

Endereço: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UNSP_804c3fd62f21ed3121a6d93c2bdd33ff

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.