A Pátria de Chuteiras Está Desaparecendo?

Por: , Felipe Di Blasi, Marcos Antonio Santoro Salvador e Tiago Lisboa Bartholo.

Revista Brasileira de Ciências do Esporte - v.32 - n.1 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do artigo é analisar os textos publicados na imprensa sobre as Copas do Mundo de futebol de 1958 e 1962, e compará-los com os textos sobre a Copa de 2002, buscando explicitar possíveis descontinuidades no tratamento desses eventos esportivos. Utilizamos como fontes as edições do Jornal do Brasil durante as três Copas analisadas. A análise das narrativas jornalísticas referentes ao "estilo nacional" de jogar futebol apresenta continuidade. Ora temos o estilo de ginga e dribles valorizado, quando eficaz, ora o temos como negativo diante das derrotas. As narrativas das Copas de 1958 e 1962 não têm um caráter homogêneo ao tratar o futebol brasileiro, mudando o foco do debate de acordo com a superação das dificuldades do time

Endereço: http://revista.cbce.org.br/index.php/RBCE/article/view/586

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.