A Pedagogia de Rousseau e a Educação Física Atual

Por: Aline de Andrade Valente, Eric Garcia Soares, Gabrielle Vense Santos e Shaiane Caroline Bogo.

XV Congresso de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

Jean-Jacques Rousseau um dos grandes pensadores da educação notou como a Educação Física poderia auxiliar em seus estudos. Seus ideais relacionavam o desenvolvimento físico e mental se adequando a cada fase de ensino, sua hipótese era o corpo como forma de entrada do conhecimento e que os exercícios físicos fortalecem o corpo moral e fisicamente. De acordo com Rousseau é possível relacionar a prática de exercícios físicos a importância para o desenvolvimento intelectual de uma criança, implicando que a inteligência não ocorre sem o fortalecimento e crescimento corporal. Em seu livro Emílio ou Da Educação, ele parte do desenvolvimento da criança em seu instinto natural. A proposta é de uma Educação Negativa, onde o papel do professor é preservar essa criança, criando fases para essa nova educação. O pensamento de Rousseau ainda é enfatizado na atualidade, a partir das relações feitas sobre o avanço físico corporal e psicológico. Grandemente utilizada na educação infantil a psicomotricidade trabalha diversos fatores para o auxílio do desenvolvimento, trabalhando principalmente a parte motora da criança influenciando e melhorando seus traços psicológicos. O modelo metodológico utiliza-se de um levantamento bibliográfico para o desenvolvimento do resumo é uma forma de pesquisa básica, com métodos não experimentais e uma pesquisa qualitativa. Baseado no método de estudo foram encontrados um artigo relacionado ao tema e o anterior citado livro do autor. Utilizada diariamente, a pedagogia de Rousseau, nota-se grande importância na fase inicial de aprendizado em que se é trabalhado principalmente a motricidade fina infantil. A procura por novos métodos inclusivos auxilia o professor na criação de aulas que buscam o autoconhecimento sobre o corpo e mente. De acordo com o pensamento do autor conclui-se que é possível utilizar o desenvolvimento da criança em todo o seu potencial, convergindo sempre o desenvolvimento psíquico ao desenvolvimento corporal.

Referências

ROUSSEAU, J. J. Emílio ou Da Educação. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BERMOND, M. T. A Educação Física escolar na revista de Educação Física (1932 – 1952): apropriações de Rousseau, Claparéde e Dewey. Acesso: 11 jun. 2018.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.