A Permanência de Crianças e Jovens nos Esportes: Olhares Para Iniciação e Especialização Esportiva

Por: , Arthur Bernardino Domene Sena, Ivan Wallan Tertuliano, Kauan Galvão Morão, Renan Acerbi Longo e Renato Henrique Verzani.

Caderno de Educação Física e Esporte - v.15 - n.2 - 2017

Send to Kindle


Resumo

A prática de atividades esportivas ocupa um espaço cada vez maior na vida das pessoas, em especial crianças e jovens. Tal prática, quando é devidamente planejada e elaborada, pode gerar inúmeros benefícios aos participantes, como aderência a prática esportiva. Nessa circunstância, o estudo tem por objetivo organizar conteúdos vinculados a Iniciação Esportiva e aos motivos que levam crianças a permanecerem as atividades esportivas, propondo condutas que o professor de Educação Física deve apresentar na Iniciação Esportiva, com olhares para a não Especialização Esportiva Precoce. O estudo caracteriza-se como um ponto de vista, baseado nos diferentes estudos revisados na literatura. A Iniciação Esportiva pode exercer grande influência em crianças e jovens. Esta possui diferentes métodos de ensino-aprendizagem, seu processo é dinâmico, e para realizá-lo é necessário planejamento, fazendo com que a prática seja uma atividade prazerosa. Frente aos motivos, um dos motivos que pode gerar o abandono esportivo é a Especialização Precoce. Outro ponto importante a se destacar é a motivação, a qual depende de fatores extrínsecos, como pais e pais e professores, por exemplo, e intrínsecos, como fazer novas amizades, divertir-se e praticar uma atividade que tem facilidade, por exemplo. Sendo assim, tais fatores influenciam a permanência de crianças e jovens no contexto esportivo. Nesse sentido, o preparo adequado do profissional de Educação Física deve apresentar estruturação profissional adequada, visando adaptar suas aulas ao público infanto-juvenil, de modo a respeitar as especificidades e particularidades de cada fase do desenvolvimento, bem como do interesse do grupo, promovendo aulas mais atraentes, objetivando satisfação dos praticantes. Além disso, a preparação também deve ser composta por características que façam o profissional ser capaz de atender todas as expectativas impostas na Iniciação Esportiva, respeitando, é claro, o processo de pluralidade das competências motoras que devem ser trabalhadas na Iniciação Esportiva.

Endereço: http://e-revista.unioeste.br/index.php/cadernoedfisica/article/view/16722

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.