A Pós-graduação da Escola de Educação Física da Universidade de São Paulo: Análise da Situação e Perspectivas de Desenvolvimento

Por: .

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.4 - n.1 - 1990

Send to Kindle


Resumo

Contextualização histórica, importância da Universidade e papel da Pós-graduação na formatação da ciência

... A Escola de Educação Física e Esporte da Universidade de São Paulo (EEFE-USP) foi a primeira escola de caráter civil instituída no país pelo decreto de lei estadual no 4.855 de 27 de janeiro de 1931, como integrante do antigo Departamento de Educação Física e Esportes do Estado de São Paulo. No entanto, sua aula inaugural só se deu em 4 de agosto de 1934. Integrada à Universidade de São Paulo desde dezembro de 1969, a ideia para a criação do curso de pós-graduação no nível de mestrado remonta ao início da década de 1970 quando a Escola era dirigida pelo Prof. Dr. Mário Nunes de Sousa. Torna-se importante apontar que, docentes que desenvolviam suas atividades na área que viria a ser denominada Biodinâmica do Movimento Humano tiveram papel determinante na criação do PPG-EEFEUSP. A composição da comissão nomeada em 1975 pelo então diretor da unidade, o Prof. Dr. Mário Nunes de Sousa, para estudar a criação do curso de pós-graduação é evidência do fato. Composta pelo Prof. Dr. Moacyr Brondi Daiuto, a quem coube a presidência, pelo Prof. Dr. Antonio Boaventura da Silva, pela Profa. Dra. Maria Augusta Pedutti Dal’Molin Kiss e pela Profa. Dra. Ana Maria Pellegrini. Coube a esta comissão, efetivar o levantamento das necessidades de recursos humanos e estruturação das áreas de estudo em atendimento às normas regimentais da USP, da CAPES-MEC e do Conselho Federal de Educação.

Endereço: https://www.revistas.usp.br/rbefe/article/view/135223/131043

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.