A Prática da Dança Como Atividade Extracurricular Está Relacionada à Maior Motivação e Nível de Atividade Física nos Alunos

Por: Adriana Coutinho de Azevedo Guimarães, Alexandra Folle, Allana Freitas da Rosa, Melissa de Carvalho Souza Vieira e Nycolle Martins Reis.

Motricidade - v.14 - n.-1 - 2018

Send to Kindle


Resumo

O objetivo do presente estudo é comparar a motivação, autoconceito e nível de atividade física entre estudantes praticando dança como atividade extracurricular e aqueles que não praticam. Participaram do experimento 200 escolares (média de idade de 8 ± 0,8 anos) divididos em dois grupos: a) educação física (EF) eb) educação física combinada com práticas de dança (PEDP). Foram utilizados dois questionários, um para os pais (Escolaridade - estrato econômico) e outro para os estudantes. O questionário dos estudantes consistiu em uma entrevista estruturada dividida em quatro partes: a) Informações gerais; b) Motivação; c) autoconceito; e d) nível de atividade física. Estatísticas descritivas e inferenciais foram utilizadas. Os resultados mostraram que os alunos do grupo PEDP foram mais motivados pelo Status (p = 0,049) e pela Filiação Geral (p = 0,010), enquanto 88% dos alunos do grupo PE apresentaram maior autoconceito social (p = 0,010). Em relação ao nível de atividade física, 100% (p = 0,000) dos alunos do grupo PEDP estavam ativos e apresentaram tempo de tela de 3,88 horas por dia (p = 0,000). Foi possível concluir que os alunos do grupo PEDP apresentaram maior motivação e nível de atividade física que os do grupo EF, que apresentaram melhor autoconceito.

Endereço: https://revistas.rcaap.pt/motricidade/article/view/12287

Tags: ,

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.