A Prática Desportiva e as Pessoas - Contributo Para a Identificação, a Sistematização e a Classificação dos Desportos

Por: Abel Correia.

Revista Portuguesa de Gestão do Desporto - n.1 - 2004

Send to Kindle


Resumo

osé Pedro Sarmento de Rebocho Lopes DESTAQUE ::Eficiência desportiva e eficiência económica no futebol português Carlos Pestana Barros; Abel Santos ARTIGOS :: Leituras pré-normativas do Desporto José Manuel Meirim :: A prática desportiva e as pessoas - Contributo para a identificação, a sistematização e a classificação dos desportos Abel Correia :: Promover a eficiência económica; realizar a excelência desportiva Fernando Tenreiro :: Existirá um verdadeiro direito do desporto? Tiago Fonseca Machado DOSSIER: NEGÓCIOS E IDEIAS :: Os (novos) negócios do desporto José Viseu RECENSÃO CRÍTICA DE LIVROS :: Gestão do Desporto – Desenvolvimento Organizacional :: Desporto e União Europeia – Uma parceria conflituante.O desporto contemporâneo é um espaço de coabitação de uma multiplicidade de modalidades de acordo com diferentes representações e factos sociais. A diversidade impera. Surgem novas modalidades, novos eventos, com lógicas que refutam irremediavelmente a perspectiva tradicional e bipolar do desporto-recreação versus desporto-rendimento. O desporto é hoje composto por diferentes expressões onde as pessoas satisfazem diferentes necessidades nos circunstancialismos das preferências e das disponibilidades individuais e organizacionais. As organizações procuram trocas sociais e económicas, trocas de significado e emoções. Na verdade, com o incremento da concorrência, é preciso lutar pela atenção das pessoas. Promovem-se novas formas, criam-se acontecimentos, renova-se o presente. Neste contexto, o presente artigo tem como objectivo a definição de um quadro teórico que permita a identificação, a sistematização e a classificação dos desportos praticados em Portugal. Desta forma, pretende-se também contribuir para a elucidação do acto de consumo das pessoas, face às inúmeras possibilidades, e para a verificação dos processos de produção do desporto pelas diversas organizações que intervêm no fenómeno. Precisamos, pois, de conhecer para interpretar. Temos de agir para termos um desporto que sirva o cidadão, um desenvolvimento do desporto que considere as particularidades das crianças e dos jovens, das mulheres e dos homens, de todos nós. Para este efeito, é fundamental compreendermos as pessoas face ao desporto para se maximizarem as oportunidades de prática e possibilitarmos o desenvolvimento dos clubes e das outras organizações.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.