A Produção Científica em Educação Física de 2001 a 2010: Caminhos da Construção de Um Campo

Por: , Luis Aureliano Imbiriba Silva, Pedro Henrique Zubcich Caiado de Castro e .

Movimento - v.23 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Este estudo objetivou compreender a produção de programas de pós-graduação stricto sensu em Educação Física, no período de 2001 a 2010, tendo como pano de fundo as “regras do jogo científico” vigentes no campo. Foram selecionados 1.398 trabalhos, entre dissertações e teses, dos programas de pós-graduação: USP, UNESP, UFRGS, UNICAMP e UGF. A análise dos dados foi realizada a partir dos enfoques temáticos: biodinâmico, sociocultural e pedagógico. Os resultados revelaram a predominância do viés biodinâmico, cuja concentração de estudos reside, principalmente, nos programas da USP, UNESP e UFRGS. Já a temática sociocultural foi identificada com maior incidência na UNICAMP e UGF. O enfoque pedagógico foi encontrado em menor proporção em todos os programas. Uma análise a partir de Pierre Bourdieu apontou que a política da pós-graduação da Área 21, referendada e incentivada pela Capes, e seus impactos no campo têm favorecido essa construção do campo científico da Educação Física.

Endereço: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/64610

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.