A Produção do Conhecimento na Educação Física/esporte na Década de 1930 no Brasil: em Busca de Resistências ?s Concepções Higienistas e Eugênicas Sobre a Mulher

Por: Ana Júlia Pinto Pacheco e .

IV Encontro Nacional de História do Esporte, Lazer e Educação Física - CHELEF

Send to Kindle


Resumo

O estudo investiga a produção do conhecimento na educação física (EFj/esporte no Brasil nos anos de 1930, resgatando manifestações de resistência às concepções higienistas e eugenistas em relação à mulher. O corpus de análise são dois periódicos publicados no período de 1932 a 1940: a Revista de Educação Física e a Revista Brasileira de Educação Física. Diante de um quadro hegemônico em relação às proposições higienistas e eugênicas para a EF/esporte, depreendemos manifestações discordantes que incetivaram a participação das mulheres baseadas em justificativas alternativas àquelas propostas pelas concepções citadas. Concluímos que è necessário ampliar nossas investigações de gênero na história da EF/esporte no Brasil, buscando melhor compreender como se deram estas resistências

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.