A Promoção e a Formação em Saúde

Por: Edna Linhares Garcia e Jerto Cardoso Silva.

Cinergis - v.10 - n.2 - 2009

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho problematiza a formação de profissionais na área da saúde que tomam como perspectiva a promoção de saúde. Consideramos a necessidade de articulações teóricas advindas dos mais diferentes campos do saber, possibilitando a compreensão de processos de saúde numa perspectiva ampliada. Partimos da idéia de promoção da saúde como algo que envolve as condições de existência e de produção, e que deve estar intricada na construção conjunta de projetos que fortaleçam capacidades singulares e coletivas na criação de práxis de cuidado transversalisada pela qualidade de vida. Esta perspectiva exige que a formação transcenda a interdisciplinaridade para alcançar a construção de conhecimentos que incluam a compreensão dos processos de subjetivação, sobretudo equacionando as dimensões do desejo e do protagonismo dos estudantes, dos professores e da comunidade em geral na co-produção de práticas e políticas de saúde. Para sustentar esta abordagem na formação, lançamos mão dos constructos teóricos da Psicanálise e dos ensinamentos de Foucault, pois repercutem a condição política e ética como esteira de um processo de conscientização que tem nos movimentos de resistência a busca ativa de alternativas do viver.

Endereço: https://online.unisc.br/seer/index.php/cinergis/article/view/1155

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2017 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.