A Qualidade de Vida e o Comportamento Otimista de Pessoas com Hiv/aids

Por: Bruno José Frederico Pimenta, Camila Ramos dos Santos, Inara Marques e .

Revista Brasileira de Qualidade de Vida - v.7 - n.3 - 2015

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Avaliar a relação entre o otimismo e os domínios de qualidade de vida em pessoas vivendo com Human Immunodeficiency Virus (HIV)/Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIDS) (PVHA). MÉTODOS: Participaram deste estudo 15 indivíduos soropositivos, assistidos por uma Organização não Governamental de Redução de Danos. Os instrumentos de avaliação foram uma anamnese para caracterização dos participantes, o questionário de otimismo em eventos futuros e o questionário de qualidade de vida (SF-36). A análise dos dados foi conduzida por meio da estatística descritiva, mediana e intervalo interquartil e Correlação de Spearman adotando p<0,05. RESULTADOS: Constatou-se baixo nível de otimismo dos sujeitos e nível moderado de qualidade de vida. Não houve correlações significativas entre otimismo e os domínios de qualidade de vida do SF-36. CONCLUSÃO: Os dados do presente estudo permite concluir que níveis de otimismo não influenciam na autopercepção da qualidade de vida das pessoas com HIV/AIDS que frequentam uma organização não governamental.

Endereço: https://periodicos.utfpr.edu.br/rbqv/article/view/3162

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.