A Questão Ambiental nos Cursos de Graduação em Educação Física no Estado do Rio Grande do Norte

Por: Carlos Eduardo Lopes da Silva.

2016 26/02/2016

Send to Kindle


Resumo

A educação ambiental começou a ser discutida a partir da intensificação da ação humana, proveniente da revolução industrial. No Brasil a proposta ganhou destaque com a Política Nacional de Meio Ambiente, a qual sugeriu que a educação ambiental fosse desenvolvida em todos os níveis de ensino e, mais tarde, de acordo com os Parâmetros Curriculares Nacionais, de forma perpassada pelos conteúdos oferecidos por todos os componentes curriculares. Diante desse desafio, o presente trabalho tem como objetivo averiguar as formações ofertadas nos cursos de licenciatura em educação física do Estado do Rio Grande do Norte, verificando qual o perfil do profissional que está sendo formado. Para tanto, foram realizadas entrevistas com os coordenadores de 6 instituições que oferecem o curso de licenciatura em educação física universidades identificadas no Estado (UFRN, UNI-RN, UNIFACEX, FANEC e UERN – Campus Mossoró e Pau dos Ferros), foi aplicado um questionário com 30% dos alunos formandos no segundo semestre de 2015 e observou-se o projeto pedagógico e as ementas das disciplinas das instituições que disponibilizaram esses documentos. Os resultados apontaram, para o reconhecimento, por parte de alunos e coordenadores, da importância da temática ambiental para a área da educação física. Entretanto, os discursos entre coordenadores e alunos se contradizem em todas as universidades. Para os coordenadores, por ser uma exigência do Ministério da Educação, a educação ambiental está presente em algumas disciplinas do currículo de forma efetiva. Entretanto, na prática, os formandos, em sua maioria, mostram desconhecer o trabalho de educação ambiental presentes em seus cursos, afirmam não terem uma formação que atenda a tais aspectos e, ao serem solicitados para que exemplifiquem como seria sua atuação perante à discussão ambiental, muitos deles exibem uma formação fragilizada para o desenvolvimento do tema em seus futuros ambientes de trabalho, demonstrando atividades acríticas. Apesar da obrigatoriedade no contexto educacional já existir há décadas e a importância do tema se revelar nos discursos dos profissionais, a educação ambiental ainda aparece de forma tímida nos currículos e na vivência das formações em educação física, mostrando a necessidade de reestruturação curricular e de novas compreensões para o tema, fazendo com que ele esteja mais presente no dia a dia dos futuros professores que deverão abordá-lo em suas aulas.   Educação ambiental; Formação de professores; educação física; universidade.

Endereço: https://sigaa.ufrn.br/sigaa/public/programa/defesas.jsf?lc=pt_BR&id=5591

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.