A Racionalização do Espaço Como Dispositivo da Educação Superior

Por: e Mário Luiz Ferrari Nunes.

Movimento - v.23 - n.3 - 2017

Send to Kindle


Resumo

Este artigo destaca a racionalização do espaço como elemento significativo da Educação Superior a partir do currículo de um curso de Licenciatura em Educação Física de uma instituição privada de ensino. Por transmitir significados, determinar e separar os locais nos quais os indivíduos circulam e convivem, nele se produzem discursos e práticas culturais que introduzem novas formas de regulação dos sujeitos, constituindo estratégias de subjetivação. Os dados produzidos por meio de observações sistemáticas foram analisados mediante a noção de governamentalidade, entendida por Michel Foucault como a arte de governo de si e dos outros. Os resultados indicam que são realizados investimentos estratégicos em práticas culturais específicas com a finalidade de regular e validar formas de viver afeitas a algumas características do neoliberalismo globalizado como consumismo, espetáculo e volatilidade.

Endereço: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/65777

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.