A Redução dos Níveis de Cortisol Sanguíneo Através da Técnica de Relaxamento Progressivo em Nadadores

Por: Luiz Carlos Scipião Ribeiro, Maurício Bara Filho, Mônica Tavares Teixeira e Renato Miranda.

Revista Brasileira de Medinica do Esporte - v.8 - n.4 - 2002

Send to Kindle


Resumo

OBJETIVO: Analisar os efeitos da técnica de relaxamento progressivo na redução/controle dos níveis de cortisol sanguíneo em nadadores durante determinado período de treinamentos. METODOLOGIA: Nadadores de ambos os sexos (n = 23) foram divididos em dois grupos: experimental GE (n = 11), submetido a tratamento com a técnica de relaxamento progressivo duas vezes por semana; de controle GC (n = 12), submetido a tratamento placebo nas mesmas condições. Os tratamentos foram realizados durante sete semanas, com três coletas de sangue (pré, mid e pós-testes). RESULTADOS: A partir da não-normalidade da distribuição indicada pelo teste de Kolmogorov-Smirnov (Dmax = 3,61 > Dcrítico = 0,276, NC = 95%), decidiu-se pela análise exploratória dos dados, que revelou os seguintes valores da mediana do nível de cortisol sanguíneo (ng/ml) para os grupos nos pré, mid e pós-testes, respectivamente: GE = 140,7; 95,5 e 86,5, e GC = 141,1; 132,8 e 138,6. Além de observar maior redução da mediana no GE, os valores deste grupo apresentaram-se mais próximos da mediana no pós-teste, o que não ocorreu com o GC, que permaneceu inalterado em relação ao pré-teste. Para corroborar essa tendência, utilizou-se o teste de Mann-Whitney e observou-se uma diferença significativa (p < 0,004) na soma de postos para GE, ao contrário do GC (p > 0,05), o que demonstra maior redução dos níveis de cortisol sanguíneo no GE em relação ao GC. CONCLUSÕES: Os resultados indicam que há influência do tratamento experimental (relaxamento progressivo) na redução dos níveis de cortisol sanguíneo. Isso demonstra intensa relação psicofisiológica entre os processos do organismo humano, indicando a necessidade da utilização de estratégias de controle do treinamento desportivo para evitar o estresse excessivo.

Endereço: http://www.scielo.br/pdf/rbme/v8n4/v8n4a02

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.