A Relação da Maturação Sexual com as Variáveis Dermatoglíficas, Somatotípicas e Qualidades Físicas Básicas de Atletas Jovens de Futsal

Por: Luciano Alonso Valente dos Santos.

196 páginas. 2005

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo centrou-se na relação da maturação sexual com as variáveis dermatoglíficas, somatotípicas e de qualidades físicas básicas de atletas jovens masculinos, que disputam os campeonatos em nível nacional e regional na modalidade futsal nas idades de 8 a 17 anos. A presente pesquisa é de corte transversal com cunho descritivo, tipologia desenvolvimental, e, delineamento comparativo, implica no estudo das mudanças no comportamento de diferentes sujeitos em cada faixa etária e obter informações acerca de condições existentes, com respeito a variáveis ou condições numa determinada situação (THOMAS e NELSON, 2002). A população do estudo ora apresentado limitar-se-á aos atletas jovens de equipes de futsal masculino inscritos no campeonato metropolitano de futsal do Rio de Janeiro e Pernambuco no ano de 2004 e 2005, com idades de 8 a 17 anos, assim subdivididas: Por não existir campeonato brasileiró sub 13 foi sorteada uma equipe classificada entre as três primeiras colocadas no campeonato Metropolitano; os classificados entre os quatro primeiros colocados nas idades de 14 a 17 anos, no campeonato brasileiro sub 15 e 17. O critério ora apresentados serviram como delimitador do que é estipulado por este estudo como população. Foram utilizados os protocolos Dermatoglifia - Cummins & Midlo, (1943); Somatótipo - somatótipo de Heath & Carter (1990); Força - Jump Test de 1921, referido por Adams (1990); Agilidade - Shuttle run, citado em Mathews (1986); Coordenação - Teste de Mor-Cristian, de habilidades e destrezas gerais no futebol, citado em Tritschler (2003); Velocidade - 30 metros citado em Marins e Giannichi (1996); Potência Aeróbica - Multitage Fitness Test, citado pelo National Coaching FUf1dation (1998); Potência Anaeróbica - YO-YO Teste de Recuperação Intermitente - Bangsbo (1996). Foi utilizada a estatística descritiva, no sentido de constituir-se em análise descritiva dos subgrupos da população em questão, estruturados em ’es de tendência central e seus derivados, utilizou-se o teste estatístico Não ¬métrico de Normalidade, Komogorov-Smirnov, tal verificação também objetivou 5tabelecer também que valor de tendência central utilizar. Em seguida, aplicou-se o teste de Hipótese Anova one way combinado ao ~ Post Hoc de SCheffe, tendo como variável discricionária o estágio maturacional anner, estágio 1, 2, 3, 4 e 5. Foram encontradas diferenças significativas para todas as qualidades físicas dadas, para idade cronológica, massa e estatura, componente endomórfico e mórfico. Não foi constatada diferenças intergrupos para o componente omórfico e para características dermatoglíficas. A não constatação de diferenças características dermatoglíficas e no componente mesomórfico do somatótipo ce reforçar o pressuposto )aseados em Silva Dantas e Fernandes Filho (2004) ~ este observa que o critério de seleção atual por ser equivocado e resumido Jece muito mais a seleção natural do que a uma metodologia pré-determinada, tinando os sujeitos na modalidade em questão. Este pressuposto se fundamenta Silva Dantas e Fernandes Filho (2004) que observou diferenças significativas ,do comparados os sujeitos de alto rendimento, rendimento intermediário e baixo limento. Portanto as diferenças existentes de maneira significativa somente para idades físicas e somatotípicas com exceção do componente mesomorfo são :adores de comportamentos diferenciados pelo estágio maturacional. Quando foi encontrado diferença no marcador genético - Dermatoglifia e tendo como ~ os estudos de Silva Dantas e Fernandes Filho (2004) fica notório que os itos do estudo são de alto rendimento jovem e o processo de seleção não é pleto se não for levado em conta a pré-disposição genética e as qualidades ;adoras do desporto em questão. Evidencia-se que no processo de orientação e ção esportiva as diferenças de qualificação não são atribuídas ao acaso, mas a relação existente entre o genótipo e fenótipo, ou seja, entre o que o indivíduo é loque ele está.

Endereço: http://www.nuteses.temp.ufu.br/tde_busca/processaPesquisa.php?pesqExecutada=2&id=2104&listaDetalhes%5B%5D=2104&processar=Processar

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.