A Relação da Produção dos Autores do Cseesp/ef 2010 com a Educação Para o Lazer

Por: .

XXV ENAREL - Encontro Nacional de Recreação e Lazer

Send to Kindle


Resumo


Em 2010 a Secretaria da Educação do Estado de São Paulo lançou o Currículo do Estado de São Paulo. Especificamente para a área de EducaçãoFísica, o currículo institucionalizou conceitos que  vinham sendo discutidos academicamente desde a década de 1980 no Brasil. Um deles foi o lazer, com base no conceito defendido por Marcellino (2010). Questionamos se existe uma relação entre a produção acadêmica dos autores do CSEESP/EF (2010) e o conceito de lazer utilizado no documento. Em análise do CSEESP/ EF (2010) observamos uma incoerência entre o referencial  para o lazer e a distribuição do tema no conteúdo programático. O conceito de lazer de Marcellino (2010) nos dá a noção de que este elemento cultural deve ser vivenciado em seu sentido mais amplo em todas as fases da vida, o mesmo sendo verdadeiro para o seu aspecto de desenvolvimento social e pessoal, compreendido em sua prática educativa. Esta discussão encontra-se em andamento e tem como objetivo identificar o conceito de lazer na produção acadêmica dos autores do CSEESP/EF (2010) no período de 2008 a 2013. Esta pesquisa caracteriza-se como qualitativa e quantitativa de acordo com as definições de Minayo (1994). Além disso, também é considerada como uma pesquisa bibliográfica tendo como base as ideias de Severino (2007). Foram pesquisadas as produções acadêmicas dos autores do documento, buscando a relação com o conceito de lazer utilizado na elaboração do mesmo.Neste momento apresentamos uma análise quantitativa sobre a utilização dos descritores: Atividades de Lazer, Educação Física, Escola e Educação, em artigos completos publicados em periódicos a partir dos dados fornecidos pelos autores em seus currículos disponíveis na plataforma lattes. Encontramos 39 publicações, destas, 23 possuem como descritor Educação Física, e 15 trazem também o descritor Escola, dos quais cinco tem como descritor Educação; nenhum deles contém o descritor Atividades de Lazer. Para fins metodológicos consideramos como pertencentes aos descritores citados as  Observamos que os autores pesquisados não têm produção acadê mica na área do lazer durante o período aqui determinado. Este trabalho é parte de uma pesquisa que será complementada a partir de uma análise qualitativa das produções aqui quantificadas. Os dados levantados até o momento nos permitiram fazer a seguinte pergunta: Se tais autores não são pesquisadores do lazer, por que não utilizaram coerentemente o conceito do autor escolhido como referência para o Currículo? Pensamos que esta questão poderia ser melhor respondida em futura pesquisa que parta de entrevistas com os próprios autores.
 

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.