A Representação do Lugar do Profissional de Educação Física na área da Saúde Mental

Por: Marcia Barçante Ladvocat e Nilda Teves.

Arquivos em Movimento - v.7 - n.1 - 2011

Send to Kindle


Resumo

No Estado do Rio de Janeiro há dezesseis Centros de Atenção Psicossocial Infanto-juvenil (CAPSi) para atender crianças e adolescentes com transtorno mental.  Destes, apenas quatro têm o profissional de Educação Física inserido na equipe técnica. Embora esta profissão esteja no grupo das disciplinas oficialmente reconhecidas pelo Conselho Nacional de Saúde desde 1998, na prática isto pouco se efetiva, como por exemplo, a Educação Física atuando como ator em práticas terapêuticas na saúde mental. No intuito de identificar a rede de crenças e mitos construídos pelos profissionais da área da saúde mental em torno da imagem do profissional de Educação Física e seu lugar nesta área, adotou-se como procedimento metodológico a análise do discurso, segundo o olhar de Orlandi, E. (2007).

Endereço: http://vomer2.eefd.ufrj.br/~revista/index.php/EEFD/article/view/145

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.