A Representatividade da Tatuagem Ao Longo dos Anos: Refletindo Sobre Marcas de Uma Cultura Corporal

Por: Luciana de Freitas Gomes, Maria Elisa Caputo Ferreira, Mônica Rodrigues Maia de Andrade e Raphaely Rodrigues Maia.

XIV Congresso de Educação Física e Ciências do Desporto dos Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

O presente artigo, de cunho interpretativo, apresenta uma reûexão acerca do papel da Educação Física dentro das áreas das ciências humanas a importância de refletirmos o corpo em seu conjunto biológico, psicológico e social. Observamos a tatuagem como uma forma de manifestação cultural feita no corpo e ressaltamos o modo como esta passou por diversas mudanças nos paradigmas que representava nos diferentes meios sociais, de estigma pertencente a grupos marginalizados, até atualmente tida como uma modificação esteticamente aceita. Face ao estereótipo construído nesta realidade, conclui-se que os novos indivíduos que possuem tatuagem, não podem ser estabelecidos, são múltiplos. A tatuagem transita atualmente por uma diversidade de corpos, estando eles em diferentes classes sociais, sexos, culturas e níveis educacionais.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.