A Resistência às Práticas Escolares na Corporeidade dos Maus Alunos

Por: Florismar O. Thomaz e Heloísa Paré Ribeiro.

IX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte - CONBRACE

Send to Kindle


Resumo

Uma das dificuldades encontradas, no cotidiano das salas de aula, refere-se ao "mau comportamento" de algumas crianças. Muitos(as) professores(as), utilizam seus poderes, julgando-se no direito e no dever He rechaçar, castigar, rotular essas crianças, sem no entanto analisar as causas desse "mau comportamento". O presente trabalho visa: a) buscar o entendimento das simbologias e rituais da Escola, sob a ótica dos(as) alunos(as) com problemas de aprendizagem e de comportamento; b) identificar elementos da cultura corporal, que determinam atitudes negativas ou de "mau comportamento" nesses(as) alunos(as). Os resultados obtidos nesta pesquisa, contribuirão para uma melhor compreensão dos poderes que permeiam o Sistema Escolar e as resistências à ordem surgidas de forma autônoma, mas desarticuladas e descontextualizadas, dentro da própria escola.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.