A Resposta de Frequência Cardíaca Durante as Competições de Mountain Bike Cross-country

Por: Fernando Roberto de Oliveira e Vitor Pereira Costa.

Revista Brasileira de Educação Física e Esporte - v.24 - n.3 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi verificar a resposta de frequência cardíaca (FC) durante as competições de "Cross-country" Olímpico (XCO). Quatorze "mountain bikers" foram separados em dois grupos: elite (n = 6; 26,5 ± 3,6 anos; 69,1 ± 2,1 kg; 174,0 ± 1,2 cm; 5,9 ± 0,9 % G; 9,0 ± 1,3 anos de treinamento) e amadores (n = 8; 25,6 ± 7,7 anos; 67,7 ± 7,0 kg; 175,5 ± 5,5 cm; 5,8 ± 2,1 % G; 8,3 ± 5,7 anos de treinamento). Os participantes foram submetidos a um teste progressivo para a identificação dos limiares metabólicos e seus respectivos valores de frequência cardíaca (FC) em cada zona de intensidade de esforço. Após intervalo mínimo de quatro dias os atletas da categoria elite foram avaliados através de monitores de FC durante a etapa brasileira da Copa do Mundo de XCO. Após 15 dias, todos os atletas foram avaliados no Campeonato Brasileiro de XCO. Os resultados indicaram que em ambas as competições, a média percentual da FC foi correspondente a 91-92 % da FCmáx. Nas competições, os atletas permaneceram durante diferentes tempos percentuais nas zonas de intensidade de esforço sendo 10,0-14,8% no domínio leve; 23,1-30,1% moderado e 55,1-66,9% intenso. Assim, este estudo apresenta que as competições de XCO são realizadas em alta intensidade, principalmente após a largada.

Endereço: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1807-55092010000300009&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.