A Semiótica do Futebol Televisivo: Narrativas Imersivas, Intervalares e Fragmentadas

Por: Alexandre Rocha da Silva e Marcio Telles da Silveira.

Movimento - v.22 - n.1 - 2016

Send to Kindle


Resumo

O artigo investiga possibilidades de estudo das teletransmissões esportivas a partir de uma moldura teórica advinda das teorias do audiovisual, sobretudo da semiótica. Assim, são identificadas estratégias globais utilizadas pela televisão para enquadrar o esporte dentro de um mundo televisivo. Compõem o corpus onze finais de Copa do Mundo (1970-2010), que são analisadas sincrônica e diacronicamente. Como resultado, foi possível (1) sistematizar procedimentos que se repetem e que formam um código para as teletransmissões; (2) circunscrever a evolução desses mesmos códigos; (3) reconhecer a predominância de narrativas imersivas, intervalares e fragmentadas; e (4) construir um aparato teórico-metodológico para futuras análises.

Endereço: http://www.seer.ufrgs.br/index.php/Movimento/article/view/55831

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.