A Tecnica Funcional do Tenista: Um Estudo Sobre os Conteudos do Treino de Tenistas Infanto-juvenis de 11 a 14 Anos

Por: Roberto Tierling Klering.

2013 30/07/2013

Send to Kindle


Resumo

A temática do presente estudo envolve os principais conteúdos da técnica funcional do tenista. Mais pontualmente, trata das doze iniciativas básicas de jogadas que podem ocorrer durante os jogos de tênis por meio de três situações: Saque, Devolução de Saque e Troca de Bolas de Fundo de Quadra. Cada grupo de iniciativas é composto por quatro jogadas, sendo duas de caráter ofensivo – Golpes de Definição – e duas de caráter preparatório – Golpes de Preparação. O objetivo do presente estudo é descrever como é realizado o treinamento da técnica funcional de jovens tenistas de 11 a 14 anos colocados entre os cinco melhores do ranking da Federação Gaúcha de Tênis. Para isso, foram descritas as diferenças no treinamento da técnica funcional dos jovens tenistas analisados conforme: (a) as categorias “até 12 anos” e “até 14 anos”; (b) o ranking; (c) o sexo. A fim de colher informações mais ricas em detalhes, o presente estudo realizou entrevistas semiestruturadas com os treinadores desses tenistas. Assim, foram entrevistados cinco treinadores com cinco anos ou mais de experiência no treinamento de tenistas infanto-juvenis – colocados entre os cinco melhores do ranking da Federação Gaúcha de Tênis – dos principais centros de treinamento da cidade de Porto Alegre. Cabe salientar que Porto Alegre caracteriza-se por possuir uma considerável expressão no cenário nacional no que diz respeito ao tênis infanto-juvenil. Os resultados encontrados mostraram uma relevante diferença na frequência de treinamento das ações que compõem a técnica funcional dos tenistas. Ainda, foi possível constatar que também houve uma importante diferença no treinamento da técnica funcional entre os jovens tenistas das categorias “até 12 anos” e “até 14 anos”. No que diz respeito aos tenistas da categoria “até 12 anos”, esses realizam o treinamento dos Golpes de Definição por meio da iniciativa do saque com uma frequência insuficiente para os padrões referidos na literatura. Contudo, não foram observadas diferenças relevantes no treinamento em relação ao ranking e ao sexo desses jovens. Outro importante resultado encontrado diz respeito à relevância da competição na frequência de treinamento da técnica funcional. Esses resultados indicam a necessidade de realização de outros estudos correlacionados para que se busque um maior aprofundamento do conhecimento nessa área de investigação. Assim, espera-se que esse estudo tenha contribuído para o avanço do conhecimento na área.

Endereço: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/78866

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.