A Violência no Futebol Brasileiro: Uma Análise Crítica

Por: Roberto S. Santos.

I Congresso internacional de Educação Física de Países de Língua Portuguesa

Send to Kindle


Resumo

Este trabalho é parte de um projeto de dissertação de Mestrado, cujo objetivo é investigar a violência no Futebol brasileiro. Partindo do ponto de vista que o desporto é uma das formas da Educação tanto no campo formal escolar (BENTO, 1987), quanto no não formal, falta no contexto teórico da Educação Física brasileira um estudo sobre a violência nos desportos, e em especial no Futebol. Justifica-se este estudo pela repercussão que este fenómeno vem tendo na Educação Física escolar, levando muitos professores a proporem a não inclusão do Futebol (e do Futebol de Salão) nos currículos de 1D. e 2o. graus (LOPES, 1979). Embora a violência tenha estado sempre presente no futebol brasileiro (LEVER, 1983; CARVALHO, 1985; WILLIANS, DUNNING, MURPHY, 1985; DESHAIES, 1987; SOUZA, 1988; BATISTA, 1989; JORNAL DO BRASIL, 1989), a partir de meados dos anos 70 ela parece ter aumentado consideravelmente (DALLARI, 1988; SANTOS, 1989). A revisão da literatura nacional não apontou referência sobre este tema em teses e dissertações apresentadas no Brasil, entre 1973 e 1988 (FARIA JÚNIOR et alii, 1989), em artigos em periódicos especializados e em comunicações em congressos, entre 1975 e 1984 (FARIA JÚNIOR, 1987). Desta forma, não se tem um ma-peamento dos tipos de violência que ocorrem no futebol brasileiro, nem das possíveis causas que os expliquem. Neste estudo, a questão da violência será focalizada sob o enfoque sociológico, baseado nas TEORIAS DOS DESPORTOS - Funcionalista, Conflito e Crítica (COAKLEY, 1986) e nas TEORIAS DA VIOLÊNCIA NOS DESPORTOS - Esporte como Cura; Frustração e Violência; Controle da Violência pelo Desporto; Desporto como Causa em Si (idem). As análises que serão feitas terão tanto um enfoque qualitativo - procurando interpretar fatos a partir de evidências que apareçam - quanto quantitativo dando um tratamento estatístico às categorias encontradas em termos de frequência relativa. A literatura internacional revisada mostrou que não existe consenso entre os que estudam as causas da violência no Futebol (HARRINGTON et alii, 1968; THE SPORTS COUNCIL, 1978; WILLIANS, DUNNING, MURPHY, op. cit; DESHAIES, op. Cit; DUNNING, MURPHY, WILLIANS, 1988; INGHAN, et alii. 1978; REILLY et alii, 1988) e que existem muitas teorias conflitantes (SHIPMAN, 1988). Escolheu-se uma das técnicas no campo da "Análise de Conteúdo" (BARDIN, 1977) para estudar o material publicado em dois jornais do Rio de Janeiro-O Globo e o Jornal dos Sports-durante a duração da Copa União 1988. No momento, a partir da elaboração de um conceito de violência, um sistema de categorias está sendo elaborado, com o objetivo de nortear o estudo.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.