A Visão do Corpo Feminino: Um Estudo Baseado no Jornal o Estado do Pará Entre os Anos de 1938 a 1948.

Por: Eliane do Socorro de Sousa Aguiar.

59ª Reunião Anual da SBPC

Send to Kindle


INTRODUÇÃO:

A base fundamental do projeto "ATIVIDADE FISICA E QUALIDADE DE VIDA" é a prática desportiva e ações preventivas no campo da saúde, estendendo suas ações em direção ao bem estar físico e social dos segmentos de nossa comunidade, universitária e adjacente, incluindo neste contingente, funcionários, universitários e comunitários. Nesse sentido torna-se um projeto de relevância para o processo de reflexão, socialização e re-significação dos segmentos comunitários e universitários envolvidos no desenvolvimento das fases de planejamento, execução e avaliação, possibilitando ao corpo docente e discente utilizar-se destas ações para avaliar suas referencias teóricas e as práticas concretas tomando por base seus currículos acadêmicos. Nesse sentido torna-se indispensável o processo de planejamento voltado a proporcionar ao participante os benefícios da atividade Física supervisionada e devidamente orientada.

METODOLOGIA:

A pesquisa realizou-se durante o segundo semestre de 2006, através da aplicação de questionário de avaliação, abordando temas acerca do estado de saúde do entrevistado assim como de sua ocupação diária e suas motivações para prática de atividade física. Foram aplicados 21 questionários em uma turma de atividades aquáticas que desenvolvem seu programa durante dois dias alternados da semana composta de 05 praticantes do sexo masculino e 16 do sexo feminino compreendida em uma faixa etária entre os 21 e 65 anos.

RESULTADOS:

Analisando os resultados em separação por sexo, os dados obtidos no sexo masculino serão apresentados a seguir.

A faixa etária dos entrevistados se concentra entre 42 e 59 anos, todos praticam natação duas vezes semanais a mais de 12 meses, apenas um também freqüenta aulas de academia, quanto à dieta, apenas um reduziu a quantidade de alimentos devido peso elevado, quanto à motivação para prática todos relataram terapêutica e apenas um citou o aprendizado da modalidade, quanto aos problemas de saúde todos relataram problemas de coluna (desvios, dores, etc.), quatro problemas ósseos (osteoporose, aparelho locomotor, joelho, tornozelo, etc.), nenhuma hipertensão e um diabetes, nenhuma outra complicação que demande cuidados especiais, somente um passa por tratamento de problemas de coluna, nenhum tem plano de saúde e três deles consultam-se com médicos regularmente.

Já nos femininos a variação de idade encontra-se entre 21 e 65 anos, das quais catorze praticam natação a mais de 12 meses e duas a mais de 6 meses, seis praticam, também, a caminhada, 3 freqüentam academias e uma faz fisioterapia, quanto à dieta onze aderiram a diminuição da quantidade de comida e cinco não, quanto à motivação para prática nove são terapêuticas, cinco melhorias na condição física, três aprendizagens da modalidade, dois lazer e dois estética (esses dados admitiam múltiplas respostas), quanto aos problemas de saúde treze relataram problemas de coluna (desvios, dores, etc.), sete problemas ósseos (osteoporose, aparelho locomotor, joelho, tornozelo, etc.),oito hipertensão e um diabetes, poucos casos de colesterol extremamente elevado ou problemas que demandam cuidados especiais, seis possuem plano de saúde e doze se consultam periodicamente.

CONCLUSÕES:

A partir da observação dos participantes observou-se que independente das orientações médicas os participantes desenvolveram dentro da proposta relacionada a pratica de atividades aquáticas, a flutuabilidade, o relaxamento a iniciação ao nado livre e ao nado de costa o aprofundamento das relações sociais e a descoberta dos benefícios das atividades físicas com relação a sua qualidade de vida e, através da análise dos dados torna-se possível a avaliação dos riscos, o controle das variáveis que interferem na saúde doas participantes e criar um programa que fuja à tendência de prática pela prática, podendo direcionar o treino a beneficiar a qualidade de vida tendo a Atividade Física na interação não-medicamentosa no tratamento das doenças relatadas.

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.