Abordagem Radical das Representações Sociais

Por: Ana Paula Alves, Carlos Eduardo Mellilo e Sebastião Josué Votre.

Corpus Et Scientia - v.6 - n.2 - 2010

Send to Kindle


Resumo

O uso continuado dos sistemas simbólicos pelos membros de comunidades defala faz surgirem e se consolidarem expressões e construções, que apontam para significadose representações sociais, em diferentes contextos. O objetivo desta proposta de coleta eanálise de dados é apresentar e ilustrar uma modalidade radical de estudo das representaçõessociais, tendo por base a fala individual e grupal de segmentos específicos, que compartilhemo mesmo espaço profissional, esportivo ou de outra natureza. O modelo de análisedelineado valoriza tanto as pessoas individuais, em suas falas singulares, quanto a reuniãodessas pessoas, que falam como grupo, sobre tópicos que lhes são relevantes. O protocoloaqui especificado permite identificar e interpretar as representações sociais produzidas emgrupo, em situação real de comunicação. Ilustra-se a proposta com três estudos: sobre mulheresenvolvidas na dança do movimento hip hop, sobre discriminação no programa esportee lazer na cidade e sobre mulheres de classe alta jogando futebol. O modelo se concebe comonova ferramenta de coleta e análise, que incorpora os postulados das representações sociaisde Serge Moscovici (1978), de Análise do Discurso do Sujeito Coletivo, de Lefevre, Lefevree Marques (2007) e de Análise Crítica do Conteúdo, segundo Votre (2008)

Endereço: http://apl.unisuam.edu.br/revistas/index.php/corpusetscientia/article/view/149/117

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.