Abordagens Pedagógicas nas Aulas de Educação Física de Professores Iniciantes e Experientes

Por: K. M. C. Sachimbombo e R. T. Iaochite.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

Desde a década de 1980 a intervenção profissional tem sido objeto investigativo da Educação Física brasileira. As finalidades da disciplina enquanto componente curricular na escola, os conteúdos escolhidos pelo professor, os métodos utilizados, acabam por manifestar as concepções teóricas que fundamentam a ação do professor. Nessa perspectiva, desde a proposição e utilização da proposta curricular do estado como um instrumento para se pensar sobre da intervenção profissional na escola, os docentes têm apontado para duas direções: a primeira indicando acomodação, se limitando a uma prática descrita nos cadernos do estado. A segunda assinalando um desconforto profissional, buscando ir além do prescrito, suscitando legitimação e significado para docência nesse contexto. Diante disso, esse estudo objetivou identificar e descrever quais são as abordagens pedagógicas que os professores de um município do vale do Paraíba - SP, utilizavam em sua ação docente no ensino fundamental. Trata-se de uma pesquisa de campo descritiva com abordagem de análise qualitativa, que contou com a participação de dez professores: cinco deles iniciantes e o restante experiente. Utilizou-se um roteiro de entrevista semiestruturado para coleta de dados. No primeiro momento a estrutura das entrevistas vislumbrou questões relacionadas à formação inicial, posteriormente objetivou descrever os componentes da prática pedagógica desses participantes, bem como a apropriação ou não das abordagens pedagógicas na ação dos mesmos. Os dados forram analisados empregando as técnicas de análise de conteúdo. Observou-se na fala dos professores iniciantes termos que apontavam para a psicomotricidade enquanto fundamentação para prática docente, contudo desafiados a descrever como percebiam, cumpriam e operacionalizavam, os objetivos, conteúdos, métodos, e avaliação baseados na concepção citada, manifestaram um não aprofundamento das características da abordagem psicomotricista, pontuando a utilização de várias abordagens em sua prática. Os professores experientes assinalaram empregar elementos das abordagens Crítico Superadora, Saúde Renovada, Desenvolvimentista e Construtivista. Entretanto, ao falarem sobre a percepção, o cumprimento e operacionalização dos objetivos, conteúdos, métodos e avaliações, indicavam uma prática tradicional. Termos como autoavaliação, autonomia, socialização, permeavam o discurso desses últimos docentes que utilizaram como justificativa da não exploração aprofundada das abordagens, à indisciplina dos alunos, o dinamismo curricular e as intervenções educacionais do estado de São Paulo. Assim, independente do tempo de experiência, os professores entrevistados manifestaram empregar em suas práticas diversas concepções pedagógicas, porém a reflexão aparentaram não ser capazes de identificar em sua ação como esse embasamento conceitual se relaciona aos elementos da intervenção desse professor, fazendo interação entre aquilo que ele pensa e aquilo que ele faz.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.