Academia de Ginástica: Um Serviço de Saúde Latente

Por: José Jean de Oliveira Toscano.

Revista Brasileira de Ciência & Movimento - v.9 - n.1 - 2001

Send to Kindle


Resumo

Os serviços de saúde fazem parte do meio social, sendo um dos elementos que podem alterar a freqüência e a distribuição dos agravos à saúde, melhorando a qualidade de vida das pessoas. São complexas as razões que fazem com que um serviço esteja disponível para a população, seja usado por ela e, desse contato, resulte algo positivo para a saúde. Dois fluxos confluem para a utilização dos serviços: percepção de alterações na saúde, esse predominando pelo fato de no Brasil parecer haver privilégio do curativo sobre o preventivo e o desejo de manter a saúde e prevenir a doença, sendo esta a principal proposta de uma academia de ginástica a ser classificada como serviço de saúde. Para que tal classificação seja possível, faz-se necessária a inclusão de conceitos epidemiológicos na sua prática, objetivando a produção de conhecimentos, como também racionalizar a situação, para intervir de forma segura e eficiente na prescrição dos componentes da atividade física: tipo, freqüência, duração e intensidade. As academias de ginástica e os profissionais de educação física devem assumir o compromisso com o potencial de ação que se pode exercer sobre a saúde da população, não se omitindo nem se deixando levar por propósitos fugazes. PALAVRAS-CHAVE: serviço de saúde; academia de ginástica; epidemiologia.

Tags:

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.