Aceitação e Superação do Erro Motor Por Praticantes do Time de Futsal Feminino da Ufpb

Por: e Violeta Vieira de Brito.

Rbff - Revista Brasileira de Futsal e Futebol - v.11 - n.43 - 2019

Send to Kindle


Resumo

As habilidades motoras devem estar bem desenvolvidas para otimizar o desempenho dos desportistas, logo este estudo de caso de cunho misto com delineamento transversal traz um novo método para melhoria das habilidades no futsal. O objetivo foi analisar a eficácia do método sobre a aceitação e a superação do erro motor (ASEM) através da percepção de praticantes do time de futsal feminino. Portanto, realizaram-se entrevistas semiestruturadas que foram analisadas através análise do discurso de praticantes (n = 3) do time de futsal feminino da Universidade Federal da Paraíba. O método foi aplicado por estudantes do curso de Educação Física da UFPB utilizando-se imagens, taxonomia bidimensional aplicada pela prática em blocos e feedback. Para a seleção das participantes e das habilidades motoras realizaram-se durante os usuais treinos observações e filmagens. As atividades foram aplicadas individualmente em dois encontros semanais de trinta minutos de duração cada. Identificou-se características das praticantes por frequência absoluta, média e desvio padrão. As praticantes eram destras, média de idade de 21,6 anos (±3,0), apresentando-se nas fases associativa (n = 2) e cognitiva (n = 1) de aprendizagem nas habilidades dominar e chutar. Os resultados indicaram que duas praticantes aceitaram prontamente seu erro motor, enquanto outra precisou de mais recursos visuais e verbais para aceitar seu erro. Segundo a percepção das participantes o método, ASEM mostrou-se eficaz ao propiciar o aperfeiçoamento das habilidades motoras pesquisadas, apresentando-se como uma contribuição viável na melhoria do desempenho motor no futsal.

Referências

-Aburachid, L. M. C.; e colaboradores. O nível de coordenação motora após um programa de treino em futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 7. Num. 23. p. 25-34. 2015. Disponível em: . Acesso em: 21/05/2018.

-Brandão, M.; e colaboradores. Uso de demonstração melhora a performance motora de meninos em habilidades do futsal. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 8. Num. 31. p. 334-339. 2016. Disponível em: . Acesso em: 23/07/2018.

-CBFS, C. B. D. F. D. S. Livro Nacional de Regras, 2018. Disponível em: . Acesso em: 12/08/2018.

-David, G. B.; Picanço, L. M.; Reichert, F. F. Análise de fatores determinantes do gol no futsal feminino. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 6. Num. 19. p. 18-26. 2014. Disponível em: . Acesso em: 03/06/2018.

-Filgueiras, L. F. A. S. Comparação entre a metodologia de abordagem sistêmica e a metodologia tecnicista: razões para promover o processo de ensino aprendizagem dos JECS através de jogos. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 6. Num. 22. p. 317-321. 2014. Disponível em: . Acesso em: 07/10/2018.

-Fitts, P. M.; Posner, M. I. Human Performance: basics concepts in psychology series. Belmont. CA: Brooks/Cole Pub. Co. 1967.

-Gentile, A. M. Skill acquisition: action, movement and neuromotor process. In Carr, J.H.; Shepered, R.B.; Gordon, J.; Gentile, A.M.; Held, J.M. (Eds.), Movement Science: foundation for physical therapy in rehabilitation, p. 93-154. Rockville. MD. Aspen. 1987.

-Herzfeld, D. J.; e colaboradores. A memory of errors in sensorimotor learning. Science. Vol. 345. Num. 6202. p. 1349-1353. 2014. Disponível em: . Acesso em: 29/09/2018.

-Katzer, J. I. Conhecimento de performance com base no Teste do Desempenho Motor do Nado Crawl, na aprendizagem do nado crawl. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Vol. 37. Num. 3. p. 245-250. 2015. Disponível em: . Acesso em: 21/10/2018.

-Klüber-Ross, E. Sobre a morte e o morrer: o que os doentes têm para ensinar a médicos, enfermeiras, religiosos e aos seus próprios parentes. Tradução de Paulo Menezes. 7ª edição. São Paulo. Martins Fontes. 1996.

-Martins, C. O. Da escola ao alto rendimento: como facilitar o feedback adequado [no prelo]. Rio de Janeiro. Fundação Biblioteca Nacional. 18p. 2018.

-Meugnot, A.; Toussaint, L. Functional plasticity of sensorimotor representations following short-term immobilization of the dominant versus non-dominant hands. Acta Psychologica. Num. 155. p. 51-56. 2015.

-Miguel, H. Treinamento tático no futsal. Londrina. Sport Training. Teoria e metodologia do treinamento desportivo. 2015.

-Orlandi, E. P. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. Campinas-SP. Pontes. 2001.

-Rodrigues, P. F. S. Processos cognitivos visuoespaciais e ambiente visual circundante: implicações educacionais. Psicologia: Teoria e Pesquisa. Vol. 32. Num. 4. p. 1-10. 2017.

-Samulski, D. Psicologia do esporte: conceitos e novas perspectivas. 2ª edição. Manole. 2009.

-Schmidt, R. A.; Lee, T. D. Aprendizagem e performance motora: dos princípios à aplicação. Tradução Denise Costa Rodrigues. Revisão técnica Ricardo Petersen. 5ª edição. Porto Alegre. Artmed. 2016.

-Thomas, J. R.; Nelson, J. K.; Silverman, S. Métodos de pesquisa em educação física. Tradução de Denise Regina de Sales e Márcia dos Santos Dornelles. 5ª edição. Porto Alegre. Artmed. 2007.

-Tobias, W. O.; Cazella, R. D.; Ribeiro, D. A. Fatores relacionados à desistência da prática do futsal em crianças e adolescentes. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 8. Num. 29. p. 181-189. 2016. Disponível em: . Acesso em: 08/09/2018.

-Voser, R. C. Futsal: princípios técnicos e táticos. 2ª edição. Canoas. ULBRA. 2003.

-Waltrick, R. D.; Reis, M. A dos. Iniciação e formação de atletas em futsal - desenvolvimento técnico-tático e metodologias de ensino. Revista Brasileira de Futsal e Futebol. Vol. 8. Num. 31. p. 302-312. 2016. Disponível em: . Acesso em: 25/09/2018.

Endereço: http://www.rbff.com.br/index.php/rbff/article/view/741

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.