Ações Pedagógicas Voltadas a Estimulação da Inteligência Corporal Cinestésica e as Habilidades Motoras de Adultos Médios e Tardios

Por: Camila de Barros Rodenbusch.

2009 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

De todas as fases do desenvolvimento humano, a vida adulta média e tardia, merece uma atenção especial, pois nestas fases acentua-se o Processo de Envelhecimento. Vários são os elementos indicadores de um envelhecimento bem-sucedido, sendo um deles a prática regular de atividades físicas e/ou esportivas, pois mesmo com alterações no desempenho físico, se os indivíduos praticarem alguma destas atividades de forma adequada e regular, haverá um favorecimento em diferentes aspectos de sua vida. Além disso, a prática esportiva, no caso deste estudo o Handebol, associado a Teoria das Inteligências Múltiplas, que considera as manifestações corporais como uma forma de inteligência humana, a chamada Inteligência Corporal Cinestésica, pode ser um processo essencialmente educativo, servindo como um instrumento para o desenvolvimento do ser humano em diferentes faixas etárias. Uma Pedagogia do Esporte eficaz pode levar adultos a descobrirem o prazer de se exercitar, auxiliando-os a ter consciência de suas capacidades e limitações. As habilidades adquiridas, criadas ou descobertas durante a prática esportiva, podem auxiliar para realização de atividades e/ou tarefas cotidianas, contribuindo assim para uma melhor qualidade de vida e consequentemente um envelhecimento bem-sucedido. A justificativa para esse estudo se dá por acreditar que o professor de Educação Física, ao trabalhar com adultos, deve ir além da simples prática esportiva, pois pode estimular as diferentes inteligências destes sujeitos, principalmente a Corporal Cinestésica, propiciando um melhor aprendizado, assim como uma melhora nas habilidades motoras. O objetivo da pesquisa foi analisar as alterações nas habilidades motoras de mulheres, na etapa de vida adulta média e tardia, decorrentes do Programa de Estimulação da Inteligência Corporal Cinestésica através de Handebol.A pesquisa foi qualitativa, de campo, exploratório-descritivo. O conjunto estudado foi constituído por 6 mulheres acima de 50 anos, que participaram de 10 aulas do Programa de Estimulação da Inteligência Corporal Cinestésica através de Handebol, conforme inscrição para participar da atividade pré determinada e conforme os critérios de inclusão/exclusão do estudo. A coleta de dados ocorreu através da aplicação do Programa de Estimulação da Inteligência Corporal Cinestésica através de Handebol, e consistiu na Observação Assistemática Participante. No sentido de possibilitar o entendimento das atividades, bem como a complementação deste estudo, foi utilizada uma entrevista coletiva focalizada após o término do Programa. Como resultados principais nas três categorias de análise (Passe, 8 Arremesso a Gol, e Posse de Bola e Marcação), as manifestações da Inteligência Corporal Cinestésica foram demonstradas pela maioria das participantes a partir do quinto jogo, o que sugere que deste momento em diante, elas começaram a criar novas soluções para as situações problema apresentadas, naturalmente, pelos fundamentos do Handebol. Através destes dados é possível sugerir que uma Pedagogia do Esporte baseada na Teoria das Inteligências Múltiplas, assim como a compreensão destes professores sobre as manifestações da Inteligência Corporal Cinestésica, pode levar professores de Educação Física, que trabalham modalidades esportivas com adultos médios e tardios, a refletirem sobre suas ações pedagógicas e sobre as diferentes possibilidades de aprendizagem do ser humano, possibilitando assim novos rumos para suas práticas e ações pedagógicas.

Endereço: http://repositorio.pucrs.br/dspace/handle/10923/2674

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.