Adaptação e Validação do Restq-coach Para a População Brasileira de Treinadores Esportivos e Análise dos Constructos de Estresse, Recuperação e Sintomas da Síndrome de Burnout

Por: Varley Teoldo da Costa.

122 páginas. 2011 29/07/2011

Send to Kindle


Resumo

Este estudo teve como objetivos testar a proposta original do instrumento RESTQ-Coach, de Kallus e Kellmann (1993); validar o questionário para a versão brasileira e mensurar os níveis de estresse, recuperação e prováveis sintomas de burnout em treinadores brasileiros. A amostra foi composta por 424 treinadores federados que foram avaliados através da versão brasileira do RESTQ-Coach. O primeiro resultado encontrado foi a não confirmação, através da analise fatorial confirmatória (AFC) da estrutura organizacional original do instrumento. Além disso, a melhor solução fatorial para a validação do RESTQ-Coach na versão brasileira foi a de 6 constructos denominados estresse geral, estresse específico, recuperação, autoeficácia, bem estar físico e domínio de técnicas cognitivas. Os indicadores de medida de ajuste para 6 constructos foram CFI=0,96, TLI=0,95 e RMSEA=0,07 que, agregados a validação de conteúdo pelos juízes, confirmam a qualidade do instrumento na versão brasileira. Os resultados apresentados pelos treinadores identificaram menores escores de percepção do estresse geral e específico quando comparados com a recuperação, o que indica a ausência da síndrome do burnout nesta amostragem. Também foram identificados escores elevados de autoeficácia e bem estar físico.

Endereço: http://www.bibliotecadigital.ufmg.br/dspace/handle/1843/BUOS-8PQGTJ

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2021 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.