Adaptação Transcultural e Análise das Propriedades Psicométricas da Sport Motivation Scale-ii no Contexto Brasileiro

Por: Caio Rosas Moreira, Guilherme Moraes Balbim, Joao Ricardo Nickenig Vissoci, José Roberto Andrade do Nascimento Junior, Lenamar Fiorese Vieira e Luc G. Pelletier.

Revista da Educação Física - UEM - v.25 - n.3 - 2014

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar a adaptação transcultural da Escala de Motivação para o Esporte-II (SMS-II). Para tanto, foram realizados três estudos. O primeiro consistiu em traduzir a SMS-II para o português e adaptar seu conteúdo para o contexto brasileiro. No segundo, 364 atletas de modalidades individuais e coletivas responderam à versão adaptada da SMS-II. No estudo 3, 50 atletas responderam à SMS-II em dois momentos. O estudo 1 evidenciou que a versão em português contém questões claras e relevantes (CVC > 0,80). O estudo 2 mostrou que a SMS-II possui boa consistência interna em todas as dimensões (α > 0,70/CC > 0,70), com exceção da regulação introjetada (α > 0,61/CC > 0,56). A análise fatorial confirmatória demonstrou que todos os itens, exceto 1 e 7 (regulação introjetada), apresentaram cargas fatoriais aceitáveis; o modelo final da SMS-II (modificado) teve ajuste satisfatório e a análise multigrupos apontou a invariância entre homens e mulheres. Ademais, o estudo 3 evidenciou a estabilidade temporal da escala (CCI > 0,70). Concluiu-se que a adaptação transcultural da SMS-II para a língua portuguesa apresentou propriedades psicométricas aceitáveis; entretanto, suas limitações devem ser exploradas em futuras pesquisas.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/24855

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2018 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.