Adaptação e Validação da Escla Askas - Aging Sexual Knowledge And Attitudes Scale em Idosos Brasileiros

Por: .

2008 26/06/2008

Send to Kindle


Resumo

Nesta tese abordamos a temática da sexualidade no envelhecimento. Diante da escassez de material bibliográfico em nossa cultura e da ausência de uma escala para avaliação dessa temática no Brasil, nossa proposta foi realizar a adaptação cultural de uma escala norteamericana (ASKAS -Aging sexual knowledge and attitudes scale), que avalia o conhecimento e atitude das pessoas em relação à sexualidade do idoso. A adaptação cultural de uma medida de saúde, a fim de ser utilizada em um país diferente, para o qual ela foi criada, requer uma metodologia específica a fim de que essa escala ou medida seja válida em um país diferente do qual ela foi validada originalmente. Não basta realizar um trabalho de tradução, mas ela deve ser adaptada culturalmente para que mantenha sua confiabilidade e validade nessa nova língua e nova população. Para realizar a adaptação cultural da escala acima citada, foram utilizadas as ?Recomendações para Adaptação Cultural de Medidas de Estados de Saúde?, da Academia Americana de Cirurgiões Ortopédicos (AAOS ? American Academy of Orthopaedic Surgeons) e Instituto para Trabalho e Saúde de Toronto. Será descrito nesse trabalho essas diretrizes e como elas foram aplicadas para esta adaptação cultural, sabendo que essas informações poderão ser úteis para futuras pesquisas nessa área. A primeira parte da pesquisa foi composta de 5 estágios. Fizemos duas traduções da escala, a síntese dessas traduções, duas retro traduções, reunião do comitê de especialistas para análise da síntese das traduções e o pré-teste, quando entrevistamos 43 sujeitos, entre idosos, parentes de idosos e funcionários de casas de repouso. A validade de conteúdo foi obtida pela análise do comitê de especialistas e fizemos uma análise qualitativa do pré-teste. Na segunda etapa foi feita a coleta de dados quantitativa, com 802 sujeitos. A confiabilidade da escala foi testada através do Alpha de Cronbach e da Confiabilidade Composta e a validade de construto através da análise fatorial confirmatória utilizando o método estatístico de modelagem de equações estruturais via Partial Least Squares (PLS) com o software Smart PLS software versão 2.0M3. Nossos resultados apontaram que a escala validada é confiável para ser usada no Brasil. No ajuste do modelo retiramos algumas questões que apresentaram baixa carga fatorial ao seu construto. Espera-se que essa pesquisa venha facilitar futuros estudos sobre sexualidade no envelhecimento, ampliando assim o conhecimento produzido no Brasil sobre essa temática. Palavras-chave: Idosos, Envelhecimento, Sexualidade, Tradução e interpretação, Validação, Análise Fatorial 

Endereço: http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000442330&opt=1

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.