Adaptação e Validação da Versão Portuguesa Peabody Developmental Motor Scales-2: Um Estudo com Crianças Pré-escolares

Por: João Barreiros, Linda Balinha Saraiva e Luis Paulo Rodrigues.

Revista da Educação Física - UEM - v.22 - n.4 - 2011

Send to Kindle


Resumo

Este estudo objetivou testar as propriedades psicométricas das Peabody Developmental Motor Scales II (PDMS-2) (FOLIO; FEWELL, 2000) em uma amostra de crianças pré-escolares portuguesas. A versão portuguesa PDMS-2 foi aplicada de acordo com o protocolo de avaliação descrito no manual dessa versão a 540 crianças com idades compreendidas entre 36 e 71 meses, provenientes de quinze estabelecimentos do ensino pré-escolar público. Os resultados da análise fatorial confirmatória (S-Bχ2=3.3, p=.349; CFI=1.0; NFI=.99; NNFI=.99; RMSEA=.013) suportam que a versão portuguesa apresenta um modelo de dois fatores (motricidade fina e motricidade global), tal como a versão original. A maioria dos subtestes apresentou um bom índice de consistência interna (α=.76 a .95) e uma boa estabilidade teste-reteste (ICC=.85 a .95). Os resultados indicam que a versão portuguesa PDMS-2 é um instrumento preciso e válido para avaliar as habilidades motoras globais e finas das crianças portuguesas em idade pré-escolar.

Endereço: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/12149/8724

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.