Adaptações Neuromusculares e Hemodinâmicas em Atletas de Powerlifting Durante Periodização de Treinamento Competitivo

Por: Gustavo Allegretti João.

125 páginas. 2013 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

INTRODUÇÃO: A modalidade powerlifting é composta de três exercícios (agachamento, supino reto e levantamento terra), considerados básicos em programas de treinamento de força, sendo o principal objetivo da modalidade desenvolver força máxima. Considerando que o atleta de powerlifting utiliza intensidade de treinamento próxima a 100% de 1RM e volume baixo de repetição, observa-se que o tempo de tensão muscular é reduzido, o que pode apresentar alterações nas respostas morfofuncionais. OBJETIVO: O objetivo do presente estudo foi identificar a relação entre as adaptações crônicas morfofuncionais (antropométricas-neuromusculares) e hemodinâmicas durante a periodização competitiva de atletas de powerlifting. METODOLOGIA: Foram avaliados 9 atletas de elite do sexo masculino com média de idade de 34±5 e 7±3 anos de prática na modalidade. Os atletas foram submetidos a avaliações antropométricas (massa corporal, estatura, percentual de gordura); neuromuscular (força muscular); e hemodinâmicas (frequência cardíaca e pressão arterial) ao longo de quatro mesociclos de treinamento. Os resultados foram analisados através da análise estatística Anova One-Way de medidas repetidas, além disso, a diferença entre as médias foi utilizado post hoc Bonferroni. A estatística descritiva na expressão dos valores médios, desvio padrão, "

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.