Afetividade e Prática Pedagógica: Uma Proposta Desenvolvida em Um Curso de Formação de Professores de Educação Física

Por: .

2005 00/00/0000

Send to Kindle


Resumo

A valorização da cognição, em detrimento das demais dimensões envolvidas no processo ensino-aprendizagem, muitas vezes, tem limitado a formação do aluno. Sob lógica fragmentária semelhante, apesar dos avanços nos estudos e abordagens da Educação Física Escolar, não raro, são encontrados profissionais que restringem suas perspectivas de contribuição ao processo educacional, ao desenvolvimento físico e motor. É, especificamente, a problemática referente à falta de valorização da afetividade na sua integração com os domínios motor e cognitivo, na prática pedagógica, o principal motivador deste estudo. A perspectiva de Henri Wallon, referencial teórico desta tese, reconhece a importância da afetividade na constituição e no desenvolvimento do ser humano, pois postula o princípio da integração das dimensões motora, cognitiva e afetiva de tal forma que toda ação pedagógica voltada a qualquer uma das três dimensões afetará as demais. Neste sentido, com a intenção de contribuir para a construção de propostas pedagógicas que considerem a dimensão afetiva, a presente pesquisa teve como foco o seguinte problema: Quais as possibilidades e limitações de uma proposta que visa contribuir para a formação de professores de educação física que considerem a afetividade em suas práticas pedagógicas? A referida proposta foi desenvolvida com base nos pressupostos metodológicos da pesquisa-ação e na fundamentação teórica da tese a partir da qual foram elaboradas três diretrizes básicas quais sejam: a) Estudo e reflexão sobre a temática Afetividade; b)Expressão verbal e reflexão sobre a afetividade própria e dos alunos; c) Participação na construção de práticas pedagógicas que considerem a dimensão afetiva.Os resultados extraídos da análise de entrevistas e complementados com os relatos dos encontros entre a pesquisadora e os licenciandos, revelaram, dentre outros resultados, que os licenciandos passaram a: a) apresentar maior atenção às manifestações afetivas dos seus alunos; b) reconhecer a importância da dimensão afetiva no processo ensino-aprendizagem; c) envolver-se na busca de caminhos para a consideração da afetividade em suas práticas pedagógicas. Desprovida da intenção de generalização dos resultados encontrados, esta pesquisa limitou-se à aplicação e estudo de uma proposta que requer aperfeiçoamento e adaptações para práticas pedagógicas e estudos outros, porém, propôs diretrizes que revelaram um interessante potencial contributivo para a formação de professores que, planejada efetivamente, considerem a afetividade na escola.

Endereço: https://sapientia.pucsp.br/handle/handle/16117

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2019 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.