Agregação Familiar na Pressão Arterial e Composição Corporal de Famílias Nucleares Portuguesas

Por: .

Revista Brasileira de Cineantropometria & Desempenho Humano - v.10 - n.3 - 2008

Send to Kindle


Resumo

O objetivo deste estudo foi (1) verifi car a presença indireta de transmissão vertical de fatores genéticos entre progenitores e descendentes na pressão arterial (PA) e na composição corporal (CC), e (2) estimar a contribuição dos fatores genéticos que são responsáveis pela variabilidade nos valores da PA e em diferentes fenótipos da CC em termos populacionais. A amostra foi constituída por 367 indivíduos (164 progenitores - 41±4,6 anos e 203 descendentes - 13,2±3 anos) pertencentes a 107 famílias nucleares participantes do projeto FAMÍLIAS ACTIVAS, provenientes de diferentes regiões do Norte de Portugal (36 de Vouzela, 36 de Esposende, 25 de Vila Nova de Paiva e 10 de Vila Nova de Famalicão). A PA foi mensurada com um aparelho digital automático da marca Omron® modelo M6 (HEM-7001-E). Os fenótipos da CC foram avaliados com um aparelho de impedância bioelétrica da marca Tanita® modelo BC-418 (Tanita Corp., Tokyo, Japan). O software PEDSTATS foi utilizado para verifi car a estrutura de cada família e analisar o comportamento genérico das variáveis entre os diferentes membros da família. Os módulos FCOR e ASSOC, do software de Epidemiologia Genética S.A.G.E. versão 5.3, foram utilizados para o calcular os coeficientes de correlação (r) e as estimativas de heritabilidade (h2) dos fenótipos. Foi adotado um nível de significância de 0,05. Os resultados evidenciaram uma forte agregação familiar entre os diferentes membros da família, tanto para a PA sistólica (PAS) (0,01≤ r ≤0,35), quanto para a PA diastólica (PAD) (0,24≤ r ≤0,50) e os diferentes fenótipos da CC (-0,15≤ r ≤0,65). As estimativas de h2 encontradas evidenciaram que os fatores genéticos explicaram, de maneira signifi cativa, cerca de 43% da PAS, 49% da PAD e de 35 a 46% da variação total dos diferentes fenótipos da CC. Conclui-se que (1) existe uma forte AgF na PA e na CC nesta amostra de famílias nucleares portuguesas e que (2) os fatores genéticos são responsáveis por uma quantia moderada na variação total dos valores da PA e da CC em termos populacionais.

Endereço: https://periodicos.ufsc.br/index.php/rbcdh/article/view/1980-0037.2008v10n3p314

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.