Alongamento Estático, Envelhecimento e Desempenho Neuromuscular

Por: André Luiz Demantova Gurjão.

2013 06/02/2013

Send to Kindle


Resumo

A presente tese buscou explorar a interação aguda e crônica entre exercícios de alongamento estático (AE) e o desempenho do sistema neuromuscular em idosas. Para tanto, três estudos foram conduzidos para atender os seguintes objetivos: a) analisar o efeito da idade e volume de AE (60 e 120 segundos) no comportamento da taxa de desenvolvimento de força (TDF), contração voluntária máxima (CVM), retardo eletromecânico e atividade eletromiográfica (EMG) em diferentes ângulos; b) analisar o efeito de oito semanas de treinamento de flexibilidade nas respostas agudas da TDF e CVM após um protocolo de AE em idosas; c) analisar o efeito do AE na resistência muscular, volume total do exercício Leg-Press e recuperação neuromuscular de idosas. Os resultados mostram que diferentes volumes de AE (60 e 120 segundos) não levam a alterações significativas nas variáveis EMG, retardo eletromecânico, desempenho de força isométrica em diferentes ângulos (50°, 70°, 90°) e faixas etárias. O treinamento da flexibilidade não alterou o comportamento agudo da TDF e CVM após o emprego de uma rotina de AE ou promoveu mudanças crônicas. A realização de exercícios de AE para os principais grupos musculares de membros inferiores promove decréscimo no número de repetições na primeira de três séries a 15 RM no exercício Leg-Press horizontal e no volume total. Em conclusão, apenas o desempenho agudo de força dinâmica parece ser negativamente influenciado pelo AE em idosas. Volumes de AE com até 120 segundos não alteram o comportamento da força muscular isométrica ou atividade EMG em jovens e idosas

Endereço: http://www.athena.biblioteca.unesp.br/F/HHCML4TQPV3R881VYSGK59PYCF4MV64HPMEX1FS1H86L2F89NN-06172?func=full-set-set&set_number=009132&set_entry=000022&format=999

Ver Arquivo (PDF)

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.