Alteração na Expressão de NF-kB Quando Associado Ao Tabagismo e Ao Consumo de Etanol na Próstata de Ratos Submetidos a Exercício Físico Aeróbio

Por: A. S. C. Veras, D. B. Baptista, G. R. Teixeira, N. J. Santos e V. A. Menezes.

IX Congresso Internacional de Educação Física e Motricidade Humana XV Simpósio Paulista de Educação Física

Send to Kindle


Resumo

O consumo de álcool e de fumo são agentes indutores de inflamação via liberação de radicais livres. A secreção de citocinas inflamatórias e a expressão do fator nuclear kappa B (NF-kB) tem sido associado ao estresse, processo inflamatórios, infecções e até mesmo o câncer, sendo mediado pelos efeitos dos radicais livres. O objetivo deste trabalho foi verificar as alterações do NF-kB na próstata de ratos submetidos ao consumo de etanol e do tabagismo associado ao exercício físico aeróbio. Foram utilizados 80 ratos jovens machos Wistar, divididos em 8 grupos: Grupo Controle (C); Grupo Fumante (F); Grupo Alcoolista (A); Grupo Fumante Alcoolista (FA); Grupo Treinado (T); Grupo Treinado Fumante (TF); Grupo Treinado Alcoolista (TA) e Grupo Fumante Alcoolista Treinado (FAT). Aos 60 dias os animais iniciaram os protocolos de tratamentos. Os grupos alcoólicos receberam etanol a 10%, os grupos fumantes foram submetidos a inalação a fumaça (2x ao dia, 5x/semana durante 60 dias) e os grupos exercitados realizaram protocolo de exercício aeróbio durante 60 dias, 5x/semana. Após oito semanas de tratamento (120 dias de idade), os animais foram submetidos a eutanásia, realizado a laparotomia abdomino-pélvica para a remoção da região intermediária e distal da próstata ventral (PV). A próstata ventral foi dissecada, pesada e processada para análise de imunohistoquímica para NF-kB. A expressão de NF-kB na próstata ventral apresenta-se no citoplasma de forma geral, na região apical de forma especifica e também nos núcleos das células epiteliais secretoras. O grupo C apresentou marcação de NF-kB de intensidade forte no citoplasma e núcleos. Os grupos submetidos ao consumo de etanol apresentaram marcação citoplasmática e de forma apical da célula, onde identificamos que a intensidade de marcação apresentou-se maior no grupo A quando comparado ao grupo TA. O Treinamento físico reduziu a expressão de NF-kB, apresentando baixa intensidade e sem marcação nuclear no grupo T. O grupo FA apresentou imunorreatividade menor do que o grupo C, e imunolocalização apical. Os animais dos grupos que consumiram etanol não apresentaram imunolocalização celular nuclear. Concluímos que o treinamento físico reduziu a expressão de NF-kB enquanto que houve maiores expressão nos animais tratados com etanol e fumo.

Endereço: http://www.periodicos.rc.biblioteca.unesp.br/index.php/motriz/article/view/10060/10060

Comentários


:-)





© 1996-2020 Centro Esportivo Virtual - CEV.
O material veiculado neste site poderá ser livremente distribuído para fins não comerciais, segundo os termos da licença da Creative Commons.